Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://riu.ufam.edu.br/handle/prefix/1423
Tipo: Relatório de Pesquisa
Título: Consequencias do desbalanceamento de dados no delineamento inteiramente casualizado, considerando o modelo fixo.
Autor(es): Elias Lourenço Vasconcelos Neto
Primeiro Orientador: Fábio Medeiros Ferreira
Resumo: Em experimentos agropecuários o desbalanceamento dos dados acontece com certa freqüência, acarretando em número desigual de repetições para os tratamentos avaliados. As publicações recentes, relacionadas a dados desbalanceados em experimentação, têm dirigido suas atenções à escolha de métodos e realização de testes adequados ao estudo do desbalanceamento para modelos com efeitos fixos, misto ou aleatórios. É consenso que o desbalanceamento gera maior complexidade às análises, do ponto de vista teórico, e pode levar a diferentes resultados em função dos métodos utilizados. No entanto, cabe ainda questionar até que ponto o desbalanceamento de dados ou a perda de parcelas pode alterar a inferência do pesquisador quando comparado a um experimento balanceado. Adicionalmente, é pertinente associar as conseqüências do desbalanceamento de dados nos procedimentos de análise estatística e estimação, à medida que se aumenta o número de parcelas perdidas. Com o objetivo de averiguar esta problemática será realizado um estudo simulado composto por seis populações normalmente distribuídas, com médias e variâncias conhecidas, sendo considerada a homogeneidade das variâncias para uma variável hipotética. Serão empregados os delineamentos inteiramente ao acaso (DIC) e em blocos casualizados (DBC), para efeitos fixos de tratamentos e blocos. Estes efeitos, juntamente com o efeito de erro experimental serão estimados decompondo em percentuais a estimativa do erro ( ) do modelo simplista , totalizando assim quatro cenários (um no DIC e três no DBC). Serão amostradas cinco observações (repetições ou blocos) de cada uma das seis populações, perfazendo um total de 30 parcelas. Cada um dos quatro cenários será simulado 100 vezes. As possibilidades de uma a dezoito parcelas perdidas serão consideradas. Um novo panorama surgirá, sendo agora 72 (=4 x 18) cenários de parcelas perdidas. Para cada número de parcelas perdidas serão simuladas em torno de 500 possibilidades diferentes de perda de parcelas, perfazendo um total aproximado de 3,2 milhões de simulações. Serão computadas para cada simulação as respectivas análises de variância, estimativas das médias e variâncias dos tratamentos, média geral e coeficiente de variação. Também serão empregados procedimentos de comparação de médias. Com o total de simulações para cada um dos 72 cenários, torna-se possível construir distribuições empíricas dos parâmetros, permitindo realizar estimações pontuais e por intervalo. A verificação das hipóteses básicas requeridas à análise de variância também serão checadas nas situações de desbalanceamento. Todas as simulações e análises serão realizadas pelo programa R.
Abstract: 
Palavras-chave: parcelas perdidas
experimentação
simulação de dados.
CNPq: Ciências Exatas e da Terra: Planejamento de Experimentos
Idioma: pt_BR
País: Brasil
Editor: Universidade Federal do Amazonas
Sigla da Instituição: UFAM
metadata.dc.publisher.department: Instituto de Ciências Exatas e Tecnologia - Itacoatiara
metadata.dc.publisher.program: Programa PIBIC 2008
Tipo de Acesso: Acesso Restrito
URI: http://riu.ufam.edu.br/handle/prefix/1423
Data do documento: 25-Jul-2009
Aparece nas coleções:Relatórios finais de Iniciação Científica

Arquivos associados a este item:
Não existem arquivos associados a este item.


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.