Please use this identifier to cite or link to this item: http://riu.ufam.edu.br/handle/prefix/1602
metadata.dc.type: Relatório de Pesquisa
Title: Detecção do vírus da Hepatite B em amostras endocervicais de mulheres com lesões pré-malignas e malignas.
metadata.dc.creator: Jéssica Lorena dos Santos Mathias
metadata.dc.contributor.advisor1: Cristina Maria Borborema dos Santos
metadata.dc.description.resumo: O Vírus da Hepatite B (VHB) é agente infeccioso da família Hepadnaviridae, cujo material genético é o DNA e possui genes que contêm códigos genéticos que produzem determinadas proteínas ou antígenos, que podem ser detectados no sangue, os quais são muito importantes para o diagnóstico da doença.Considerada como uma Doença Sexualmente Transmissível (DST) assume grande importância no contexto de saúde pública, pois todas as DST são consideradas como facilitadoras da infecção pelo Vírus da Imunodeficiência Humana (HIV).A Organização Mundial de Saúde (OMS) estima que aproximadamente 2 bilhões da população mundial já teve contacto com o vírus da hepatite B (VHB) e que cerca de 500 milhões de indivíduos sejam portadores crônicos do antígeno de superfície viral (AgHBs). No Brasil, a bacia amazônica é a região de mais alta prevalência desta infecção. No Brasil, a prevalência do VHB é em torno de 8,0% na região da Amazônia, de 2,5% nas regiões Centro-oeste e Nordeste, de 2,0% na região Sudeste e de 1,0% na região Sul.Nos últimos anos, tem havido um grande interesse da comunidade científica a respeito do impacto da co-infecção de agentes virais, de bactérias, de fungos e de parasitos no curso da infecção em indivíduos portadores do vírus da imunodeficiência humana tipo 1 (HIV-1). Sabe-se que a possibilidade desta co-infecção, aumenta a importância diante do controle das DSTs .Na região Norte e especialmente no Amazonas, temos uma alta incidência de câncer de colo uterino que diferentemente dos outros locais do país ultrapassa os índices do câncer de mama. A literatura relata como fator de risco para o Câncer de colo de útero a infecção pelo HPV. Em Manaus, dados da FCECON revelam que em 2002, de 1004 mulheres diagnosticadas com câncer, 533(53%) tinham câncer de colo de útero, ocupando o primeiro lugar em casos de câncer em mulheres.Este projeto tem o objetivo de investigar a presença do vírus da hepatite B em amostras endocervicais utilizando a técnica da reação em cadeia de polimerase PCR, partindo de amostras previamente testadas para o HPV em dissertação de mestrado anterior e relacionar a presença do VHB na cérvice uterina com fatores epidemiológicos (idade, tipo de lesão, co-infecção HPV-VHB).A investigação do VHB na cérvice uterina de pacientes com lesões pré-malignas e malignas da cérvice uterina é um fator importante para que possamos verificar se há agentes infeciosos que podem estar agindo concomitantemente com outros agentes de DST como HPV, potencializando a transformação maligna.
Abstract: 
Keywords: PCR
HBV
endocérvice
metadata.dc.subject.cnpq: Ciências da Saúde: Ciencias da Saude
metadata.dc.language: pt_BR
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal do Amazonas
metadata.dc.publisher.initials: UFAM
metadata.dc.publisher.department: Faculdade de Ciências Farmacêuticas
Faculdade de Ciências da Saúde
metadata.dc.publisher.program: Programa PIBIC 2008
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
URI: http://riu.ufam.edu.br/handle/prefix/1602
Issue Date: 31-Jul-2009
Appears in Collections:Relatórios finais de Iniciação Científica

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
PIBS00562008_corrigido.pdf811,54 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.