Please use this identifier to cite or link to this item: http://riu.ufam.edu.br/handle/prefix/1710
metadata.dc.type: Relatório de Pesquisa
Title: Biologia Floral e Sistema de Polinização de Calathea altissima (Marantaceae) na região do Alto Solimões: um teste de variação espacial dos polinizadores.
metadata.dc.creator: Erica Ines Almeida de Souza
metadata.dc.contributor.advisor1: Thaysa Nogueira de Moura
metadata.dc.description.resumo: A morfologia floral, o sistema reprodutivo e as interações e adaptações entre planta-polinizador constituem a base dos estudos de biologia floral. A polinização é o primeiro passo do mecanismo reprodutivo e muitas plantas dependem dos animais para efetivá-la. O sucesso reprodutivo é a condição primordial para a perpetuação das espécies. Assim, o entendimento da biologia floral é imprescindível para medidas de estratégias de conservação. A composição dos polinizadores de uma planta pode variar com freqüência em relação ao espaço, ao longo de sua distribuição geográfica. Tal variação na composição e atividade dos polinizadores entre populações de uma espécie vegetal pode ocorrer mesmo em pequenas escalas espaciais podendo reduzir a probabilidade de animais exercerem pressões seletivas nos traços das plantas. Essa variação implica em importantes conseqüências evolutivas, impedindo a especialização da planta a um particular polinizador e, conseqüentemente, evitando a especiação. Monotagma cf. spicatum é uma espécie herbácea do sub-bosque na Amazônia Central, pertencente à família Marantaceae. A estrutura floral é distinta e única na família, pois as flores apresentam um estilete que possui um movimento explosivo capaz de transferir pólen durante a visita do polinizador. A reprodução das espécies é garantida por meio da participação de grupos de polinizadores específicos, capazes de impulsionar o estilete das flores para frente, desengatilhando-o. Isso faz com que ocorra uma precisa deposição de pólen no corpo do polinizador para posterior transferência. Trabalhos que tratam da morfologia, biologia da polinização e sistema reprodutivo em espécies de Marantaceae nas florestas tropicais úmidas, em especial na Amazônia, ainda são escassos. Nada é conhecido acerca dos sistemas de polinização de espécies de Marantaceae na região do Alto Solimões. Estudos referentes à variação espacial no processo de polinização de representantes da família foram analisados somente para uma espécie em floresta secundária no México. O presente estudo tem como objetivo descrever a morfologia floral, o sistema reprodutivo e o mecanismo de polinização de Monotagma cf. spicatum, observando a composição dos polinizadores efetivos e a taxa de visitação desses às flores, além de avaliar a existência da variação espacial na composição e atividade dos polinizadores em três populações em estudo.
Abstract: 
Keywords: Amazônia
polinização
variação espacial
metadata.dc.subject.cnpq: Ciências Biológicas: Botanica
metadata.dc.language: pt_BR
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal do Amazonas
metadata.dc.publisher.initials: UFAM
metadata.dc.publisher.department: Instituto de Natureza e Cultura - Benjamin Constant
metadata.dc.publisher.program: Programa PIBIC 2009
metadata.dc.rights: Acesso Restrito
URI: http://riu.ufam.edu.br/handle/prefix/1710
Issue Date: 29-Jul-2010
Appears in Collections:Relatórios finais de Iniciação Científica

Files in This Item:
There are no files associated with this item.


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.