Please use this identifier to cite or link to this item: http://riu.ufam.edu.br/handle/prefix/1712
metadata.dc.type: Relatório de Pesquisa
Title: Seleção de microrganismos amazônicos produtores de Invertase.
metadata.dc.creator: Flávia de Carvalho Paiva
metadata.dc.contributor.advisor1: Leonor Alves de Oliveira da Silva
metadata.dc.description.resumo: Atualmente as enzimas estão inseridas no mercado mundial, sendo aplicadas em diversos setores da indústria. A Invertase é uma hidrolase de grande importância industrial, que catalisa a hidrólise da sacarose produzindo uma mistura de glicose e frutose denominada açúcar invertido. A sacarose é um dissacarídeo muito encontrado na natureza e na dieta humana. O açúcar invertido é um xarope composto de glicose e frutose resultante da hidrólise da sacarose com aplicação em vários processos industriais, apresentando diversos benefícios, entre eles, inibe a cristalização, aumenta a vida de prateleira, oferece maior doçura relativa do que a sacarose e é mais facilmente incorporado em preparos industriais. Entre as diversas aplicações da invertase destaca-se a indústria de alimentos, com a fabricação de açúcar invertido por meio de substratos ricos em sacarose. A invertase é produzida por diversos microrganismos devido à facilidade de produção por fermentações microbianas. A região Amazônica apresenta grande diversidade microbiana para contribuir com o setor industrial através de estudos enzimáticos de microrganismos, mostrando-se como um vasto campo de estudos. O objetivo deste estudo é selecionar um microrganismo amazônico bom produtor de invertase. Otimizando as condições de cultivo para produção da enzima. O microrganismo será selecionado da biblioteca microbiana do Laboratório de Microbiologia e Fermentação do CAM UFAM, os quais serão mantidos em meio sólido Sabouraud. Os microrganismos serão selecionados quanto as suas capacidades em produzir invertase por meio do extrato enzimático bruto, o qual será utilizado na determinação da atividade de invertase e proteínas totais. A determinação da atividade enzimática de invertase será obtida por meio do método proposto por Moura et al. (2007). A concentração de proteínas será determinada pelo método Bradford (1976), utilizando albumina sérica bovina como padrão. O modo de cultivo (estacionário ou em agitação), tempo de cultivo ideal (em dias) e a fonte de carbono serão avaliados, pois esses parâmetros apresentam influência sobre a produção de enzimas. O microrganismo será cultivado em diferentes modos de cultivo e substratos (bagaço de cana, melaço, farelo de trigo, caldo de cana e sabugo de milho). A fim de se determinar qual o modo de cultivo mais apropriado e quais fontes de carbono induzem maior produção de invertase. Será feita a curva de produção do complexo enzimático através da inoculação em meio líquido sintético sob agitação a 30°C por cinco dias, sendo retiradas amostras a cada 24 horas e a produção enzimática avaliada por meio de dosagens de proteínas e de invertase, obtendo-se assim o pico de produção. A determinação do pH ótimo e temperatura ótima de produção do complexo enzimático serão avaliados em meio de cultura contendo a fonte de carbono selecionada em diferentes sistemas tamponantes e temperaturas.
Abstract: 
Keywords: Invertase, sacarose, açúcar invertido, microrganismos
metadata.dc.subject.cnpq: Ciências Biológicas: Enzimologia
metadata.dc.language: pt_BR
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal do Amazonas
metadata.dc.publisher.initials: UFAM
metadata.dc.publisher.department: Química
Instituto de Ciências Exatas
metadata.dc.publisher.program: Programa PIBIC 2009
metadata.dc.rights: Acesso Restrito
URI: http://riu.ufam.edu.br/handle/prefix/1712
Issue Date: 29-Jul-2010
Appears in Collections:Relatórios finais de Iniciação Científica

Files in This Item:
There are no files associated with this item.


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.