Please use this identifier to cite or link to this item: http://riu.ufam.edu.br/handle/prefix/2183
metadata.dc.type: Relatório de Pesquisa
Title: Estudo da variação sazonal e circadiana do rendimento e dos constituintes químicos do óleo essencial de Mansoa alliacea.
metadata.dc.creator: Ana Neide Lopes Pontes
metadata.dc.contributor.advisor1: Renata Takeara
metadata.dc.description.resumo: Os óleos essenciais constituem os elementos voláteis contidos em muitos órgãos vegetais e estão relacionados com diversas funções necessárias à sobrevivência vegetal, exercendo papel fundamental na defesa contra microrganismos e também atraindo insetos polinizadores ou repelindo outros que não são desejados. O ambiente em que o vegetal se desenvolve e o tipo de cultivo também influenciam sobre a composição química dos óleos voláteis. A temperatura, a umidade relativa, duração total de exposição ao sol e o regime de ventos exercem uma influencia direta, sobretudo nas espécies que possuem suas estruturas histológicas de estocagem na superfície. Deve-se, preferencialmente, coletar plantas ricas em óleos voláteis bem cedo pela manhã ou à noite, pois o período de exposição ao sol pode provocar perda quantitativa importante do óleo existente no vegetal. O gênero Mansoa (Família Bignoniaceae) constituída por aproximadamente onze espécies, é conhecida popularmente como cipó d alho, cipó alho e cipó de alho, devido ao seu odor característico de alho que emana das folhas após esmagamento dos seus órgãos morfológicos, tendo ampla ocorrência na Amazônia. As folhas são usadas na forma de chá no tratamento de tosse, enjôo, constipação e reumatismo. O estudo da variação sazonal e circadiana do rendimento de óleos essenciais de plantas da região do Médio Amazonas é de grande importância, visto que a Floresta Amazônica possui um grande potencial medicinal e várias plantas já são utilizadas na medicina popular como fontes terapêuticas. Esse trabalho objetiva avaliar o rendimento dos óleos essenciais de Mansoa alliacea em dois horários distintos (manhã e tarde) e analisar os constituintes químicos por cromatografia gasosa acoplada a espectrometria de massas. Mansoa alliacea será coletada a cada dois meses no Município de Itacoatiara em quantidade suficiente para obtenção de óleo essencial. Serão feitas coletas em dois horários distintos, uma pela manhã e outra no início da tarde. Os óleos essenciais de Mansoa alliacea serão obtidos por hidrodestilação do material fresco em aparelho de Clevenger e os constituintes químicos serão identificados por cromatografia gasosa acoplada a espectrometria de massas.
Abstract: 
Keywords: óleo essencial
Bignoniaceae
cipó-alho
metadata.dc.subject.cnpq: Ciências da Saúde: Farmacognosia
metadata.dc.language: pt_BR
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal do Amazonas
metadata.dc.publisher.initials: UFAM
metadata.dc.publisher.department: Instituto de Ciências Exatas e Tecnologia - Itacoatiara
metadata.dc.publisher.program: PROGRAMA PIBIC 2010
metadata.dc.rights: Acesso Restrito
URI: http://riu.ufam.edu.br/handle/prefix/2183
Issue Date: 1-Jul-2011
Appears in Collections:Relatórios finais de Iniciação Científica

Files in This Item:
There are no files associated with this item.


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.