Please use this identifier to cite or link to this item: http://riu.ufam.edu.br/handle/prefix/2442
metadata.dc.type: Relatório de Pesquisa
Title: AVALIAÇÃO DA EFICIÊNCIA REPRODUTIVA DE OVINOS SUBMETIDOS AOS PROTOCOLOS DE CURTA E LONGA DURACÃO PARA INDUÇÃO DE ESTRO NUMA PROPRIEDADE DO ENTORNO DE MANAUS-AM.
metadata.dc.creator: Regina Oliveira da Silva
metadata.dc.contributor.advisor1: Roseane Pinto Martins de Oliveira
metadata.dc.description.resumo: O experimento será realizado em uma propriedade localizada no entorno de Manaus na rodovia AM-010, Km 30. Essa pesquisa será desenvolvida no período de Agosto de 2011 a julho de 2012.Serão utilizados de 30 animais da raça Santa Inês com idade variando de 2 a 3 anos, criados em regime semi-intensivo em pastagem do gênero Brachiaria humidicula. Todos os animais serão submetidos à avaliação clínica antes do início dos trabalhos, para averiguar se os mesmos estão sadios. A idade e peso corporal serão obtidos de registros da própria fazenda, serão separados e identificados para realização do trabalho.Os animais serão estabulados em baias com piso de concreto e cama de casca de arroz onde recebem ração balanceada a base de milho, soja e cevada. Água e mistura mineral serão fornecidas ad libitum. As ovelhas serão serapradas em 2 grupos G1 e G2, cada grupo conterá 15 animais, onde as ovelhas do G1 serão submetidas aos protocolos de indução/sincronização de Estro em curta duração que consiste em 7 dias, já as ovelhas do G2 serão submetidas aos protocolos de sincronização/indução de Estro de longa duração que consiste em 14 dias.No G1 o protocolo será realizado da seguinte forma: será empregada a esponja vaginal impregnada com 60 mg de Progestan® que permanece inserida por 6 dias (D0 A D6). No quarto dia (D4) será aplicado em cada animal 100 mg de Sicrocio e 350 a 400 UI de Novomon (ECG) por via intramuscular, 48 horas após (D6) , a esponja será removida. No G2 o protocolo será realizado da seguinte forma: será empregada a esponja vaginal impregnada com 60 mg de Progestan® que permanece inserida por 12 dias (D0 A D12), quando então será removida e em seguida ,administrado em cada animal 350 a 400 UI de Novomon (ECG) por via intramuscular. Ambos os grupos serão equalizados para serem retiradas suas esponjas ao mesmo tempo, sendo o protocolo iniciado pelo G2. Em seguida, serão organizados os lotes e ocorrerá a introdução dos rufiões vasectomizados, com a região peitoral untada com mistura oleosa e pigmento, a fim de detectar e assinalar as ovelhas em estro.Os dados de ocorrência de estro dos grupos ao longo de 72 horas serão agrupados em três períodos de distribuição (<30; 30 a 54 e 55 a 72 horas após a remoção das esponjas) .A partir da detecção do estro as ovelhas serão submetidas à Inseminação artificial Transcervical. Será avaliada a eficiência da duração dos protocolos sobre o índice de indução do estro, taxa de fertilidade e taxa de prolificidade.Os dados reunidos serão submetidos à análise de variância pelo programa SAEG (Sistemas para Análises Estatísticas e Genéticas), Versão 9.1, desenvolvido pela Universidade Federal de Viçosa (2007) e as médias dos parâmetros serão submetidas ao teste de Tukey ao nível de 5% de probabilidade.
Abstract: 
Keywords: Hormonios
Ovinocultura
Sincornização
metadata.dc.subject.cnpq: Ciências Agrárias: Zootecnia
metadata.dc.language: pt_BR
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal do Amazonas
metadata.dc.publisher.initials: UFAM
metadata.dc.publisher.department: Produção Animal e Vegetal
Faculdade de Ciências Agrárias
metadata.dc.publisher.program: PROGRAMA PIBIC 2011
metadata.dc.rights: Acesso Restrito
URI: http://riu.ufam.edu.br/handle/prefix/2442
Issue Date: 31-Jul-2012
Appears in Collections:Relatórios finais de Iniciação Científica

Files in This Item:
There are no files associated with this item.


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.