Please use this identifier to cite or link to this item: http://riu.ufam.edu.br/handle/prefix/2456
metadata.dc.type: Relatório de Pesquisa
Title: O papel da mulher pescadora de peixes ornamentais do alto rio Negro, do ponto de vista econômico e social, com vistas ao fortalecimento da atividade pesqueira
metadata.dc.creator: Ingrid Rafaele de Almeida Lopes
metadata.dc.contributor.advisor1: Maria Angélica Corrêa Laredo
metadata.dc.description.resumo: As pescarias de peixes ornamentais são desenvolvidas fortemente no estado do Amazonas, por meio do trabalho dos pescadores dos municípios de Barcelos e Santa Isabel do rio Negro, incluindo a mão-de-obra feminina. Estima-se que mais de mil famílias estejam ativamente envolvidas na captura, transporte e comercialização de peixes ornamentais e, aproximadamente, cerca de 60-80% da população ribeirinha dos municípios de Barcelos, Santa Isabel do Rio Negro e São Gabriel da Cachoeira tenha alguma relação econômica com este comércio. Dentro desse universo, destaca-se o papel da mulher pescadora, participando de todas as fases do processo e da cadeia produtiva. Apesar da notória preocupação com a captura centrada em apenas uma espécie, o cardinal (Paracheirodon axelrodi), responsável por cerca de 80% das exportações no estado, do ponto de vista da sustentabilidade há de se avaliar os aspectos econômicos e sociais, com ênfase no trabalho da mulher, no desempenho da atividade. A mulher pescadora exerce grande participação, contribuindo na geração de renda, em função das necessidades da família. Baseados no comércio justo, na economia solidária e no desenvolvimento sustentável da atividade por meio do uso das Boas Práticas de Manejo (BPM s), pode-se determinar uma posição mais adequada da mulher pescadora e valorizá-la nesse processo. O estado do Amazonas exporta entre dois e três milhões de dólares/ano de peixes nativos (é o terceiro item posição na pauta de exportações do estado). Mais de 80% dos peixes ornamentais exportados do Amazonas são oriundos do rio Negro. Nos municípios de Barcelos e Santa Isabel do Rio Negro, pertencentes ao Território da Pesca do alto rio Negro, a pesca ornamental tem sido realizada desde 1950, por homens e mulheres pescadores (as) locais: OS PIABEIROS, seguindo um saber-fazer por eles criado e desenvolvido em base de trabalho familiar. A UFAM, através do projeto PIABA, liderado pelo professor Dr. Ning Labish Chao, desde 1990 realiza pesquisas com os peixes e as pescarias ornamentais no município de Barcelos, gerando conhecimento científico sobre biologia e ecologia de espécies ornamentais, coletas de dados de produção dessas pescarias, e descrição da sua cadeia produtiva. O arcabouço de conhecimentos e experiências disponíveis hoje sobre o tema da pesca ornamental no rio Negro é suficiente para se ter um desenho da cadeia produtiva dessa atividade, permitindo visualizar importantes gargalos, que são: a baixa valorização do trabalho (há de se identificar se existe diferença entre homens e mulheres); problemas com a sanidade dos animais; e, dificuldades na comercialização. É reconhecido que melhorias na organização associativa dessa classe de trabalhadores pavimentam o caminho para a solução destes entraves, porque tais objetivos só podem ser alcançados coletivamente. E, nesse processo, entendemos o papel da mulher de relevante importância.
Abstract: 
Keywords: Valoração, Pesca ornamental, Economia Solidária
metadata.dc.subject.cnpq: Ciências Agrárias: Manejo e Conservacao de Recursos Pesqueiros de Aguas Interiores
metadata.dc.language: pt_BR
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal do Amazonas
metadata.dc.publisher.initials: UFAM
metadata.dc.publisher.department: Ciências Pesqueiras
Faculdade de Ciências Agrárias
metadata.dc.publisher.program: PROGRAMA PIBIC 2011
metadata.dc.rights: Acesso Restrito
URI: http://riu.ufam.edu.br/handle/prefix/2456
Issue Date: 31-Jul-2012
Appears in Collections:Relatórios finais de Iniciação Científica

Files in This Item:
There are no files associated with this item.


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.