Please use this identifier to cite or link to this item: http://riu.ufam.edu.br/handle/prefix/2550
metadata.dc.type: Relatório de Pesquisa
Title: Estudo da biodegradação de hidrocarbonetos de petróleo em amostras de água do Rio Negro utilizando fungos isolados da macrófita aquática Eichornia crassipes
metadata.dc.creator: Siomara Dias da Rocha
metadata.dc.contributor.advisor1: Tereza Cristina Souza de Oliveira
metadata.dc.description.resumo: A avaliação da concentração e da distribuição de grupos de hidrocarbonetos de petróleo, indicadores de processos de degradação e de contaminação no ambiente, é necessária para a abordagem sobre a eficiência da biorremediação nos processos de degradação de petróleo. As análises de hidrocarbonetos saturados e hidrocarbonetos policíclicos aromáticos são necessárias, pois estes compostos são marcadores moleculares atuantes nesse estudo. O conhecimento de microrganismos envolvidos em processos de biorremediação, assim como dos mecanismos relacionados à ação biorremediadora representa especial interesse para a Biotecnologia. O estudo do uso do potencial biotecnológico de microrganismos endofíticos é relativamente recente, porém vem despertando um interesse crescente nos pesquisadores. Este fato deve-se principalmente aos aspectos vantajosos que a elucidação das vias bioquímicas desses organismos representa para diversos setores da vida humana. O conhecimento das associações entre os endófitos e seus hospedeiros pode fornecer informações importantes para o desenvolvimento de novas tecnologias de interesse para o homem. Outro aspecto relevante é o envolvimento do estudo em ambiente amazônico, que apresenta um clima tropical úmido e impõe uma biogeoquímica particular à região, e pouco se conhece sobre os processos de degradação de petróleo nessa região. Nesse trabalho, já foi realizado o isolamento e a identificação de microrganismos envolvidos na degradação de hidrocarbonetos a partir da macrófita aquática Eichornia crassipes coletada em áreas sob influências do despejo de efluentes da refinaria de petróleo no rio Negro. Em atividade já realizada, no PIBIC de 2010-2011, de isolamento e identificação dos fungos envolvidos, com resposta positiva na degradação do óleo, foram realizados os ensaios para avaliar a ocorrência de emulsão e determinar o potencial de produção de biossulfactantes. Também, está sendo desenvolvidas as atividades para obter a determinação dos grupos de hidrocarbonetos saturados e aromáticos após a atuação da degradação do óleo. Tais atividades incluem a implantação dos ensaios de extração e fracionamento por cromatografia líquida. No entanto, ainda não foram realizadas as determinações individuais dos hidrocarbonetos por cromatografia gasosa, devido ao atraso na aquisição de materiais e reagentes imprescindíveis para a realização dessa fase do estudo. Durante as atividades do PIBIC 2010-2011 o projeto teve mudança de bolsistas, com isso pretende-se renovar o projeto com a participação da atual bolsista, para a finalização de atividades pendentes. Este projeto propõe, portanto, o estudo para avaliar a biodegradação de hidrocarbonetos de petróleo realizados por microrganismos associados à macrófita aquática Eichhornia crassipes, assim como, auxiliar na justificativa da importância que o isolamento de microrganismos para o desenvolvimento de produtos de interesse biotecnológico.
Abstract: 
Keywords: Hidrocarbonetos
biodegradação
água
metadata.dc.subject.cnpq: Ciências Exatas e da Terra: Quimica Analitica
metadata.dc.language: pt_BR
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal do Amazonas
metadata.dc.publisher.initials: UFAM
metadata.dc.publisher.department: Química
Instituto de Ciências Exatas
metadata.dc.publisher.program: PROGRAMA PIBIC 2011
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
URI: http://riu.ufam.edu.br/handle/prefix/2550
Issue Date: 31-Jul-2012
Appears in Collections:Relatórios finais de Iniciação Científica

Files in This Item:
File SizeFormat 
PIB-E00382011_Relatório_Final_2012_Siomara.pdf385,15 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.