Please use this identifier to cite or link to this item: http://riu.ufam.edu.br/handle/prefix/2555
metadata.dc.type: Relatório de Pesquisa
Title: Transformação de glicerol a carbonato de glicerol por catalisadores oriundos de matérias-primas renováveis
metadata.dc.creator: Rayanne Oliveira de Araújo
metadata.dc.contributor.advisor1: Renato Henriques de Souza
metadata.dc.description.resumo: Para cada 90m3 de biodiesel produzido pela reação de transesterificação de óleos vegetais são gerados 10m3 de glicerol. As previsões para 2013 são de um excedente de 150 mil toneladas por ano de glicerol no Brasil. Estes cenários indicam que a viabilização comercial do biodiesel passa pelo consumo deste volume de glicerol, cuja principal aplicação é nas industrias de cosméticos, saboaria e fármacos. Entretanto, é imprescindível que sejam desenvolvidas novas aplicações para este produto. Dentre as possíveis aplicações para o glicerol, uma bastante interessante é sua transformação a carbonato de glicerol. Esta especie atua como solvente para uma serie de compostos tanto orgânicos quanto inorgânicos, e atoxico e apresenta alto ponto de ebulição. O carbonato de glicerol pode ser usado como um substituto para importantes compostos derivados do petróleo. Também pode ser utilizado em surfactantes, lubrificantes e na síntese de outros produtos, também contendo inúmeras aplicações. Existem diferentes métodos descritos para o preparo do carbonato de glicerol, mas muitos deste métodos utilizam reagentes tóxicos e/ou pouco seguros. No entanto, uma maneira de preparar o carbonato de glicerol é a partir do glicerol e carbonato de dialquila. Como produtos químicos ambientalmente benignos, que podem ser preparados a partir de um álcool e ureia os carbonatos de dialquila são amplamente utilizados como agentes carbonilantes. Desta maneira, utilizando um ambientalmente correto carbonato de dialquila e o subproduto do biodiesel glicerol para preparar o carbonato de glicerol, de alto valor agregado, é possível ter um processo atraente e catalisadores tanto homogêneos quanto heterogêneos foram descritos como capazes de promover a reação, que se trata de uma transesterificação promovida por um catalisador básico. Óxido de Cálcio foi identificado como agente capaz de promover diversas reações de transesterificação, sendo inclusive descrito como o melhor catalisador heterogêneo capaz de promover a transesterificação entre o glicerol e o carbonato de dimetila, promovendo elevada conversão e rendimento. Desta maneira, resolvemos investigar novos catalisadores para o preparo do carbonato de glicerol a partir do glicerol, aproveitando ao máximo recursos renováveis e ambientalmente corretos. Escolhemos a estratégia de investigar os efeitos do óxido de cálcio suportado em sílica, sistema com uso ainda inédito na transesterificação do glicerol a carbonato de glicerol. Tornando o processo ainda mais ambientalmente correto, utilizaremos cascas de ovo como matéria-prima para a obtenção do óxido de cálcio e para a sílica, também utilizaremos um recurso renovável até então tratado como dejeto, que é a casca de arroz.
Abstract: 
Keywords: catálise, carbonato de glicerol, óxido de cálcio
metadata.dc.subject.cnpq: Ciências Exatas e da Terra: Quimica Inorganica
metadata.dc.language: pt_BR
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal do Amazonas
metadata.dc.publisher.initials: UFAM
metadata.dc.publisher.department: Química
Instituto de Ciências Exatas
metadata.dc.publisher.program: PROGRAMA PIBIC 2011
metadata.dc.rights: Acesso Restrito
URI: http://riu.ufam.edu.br/handle/prefix/2555
Issue Date: 31-Jul-2012
Appears in Collections:Relatórios finais de Iniciação Científica

Files in This Item:
There are no files associated with this item.


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.