Please use this identifier to cite or link to this item: http://riu.ufam.edu.br/handle/prefix/2583
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisor1Fabiana Maria Monteiro Paschoal
dc.creatorJosenita de Oliveira Alves
dc.date.accessioned2016-09-23T15:20:24Z-
dc.date.available2016-09-23T15:20:24Z-
dc.date.issued2012-07-31
dc.identifier.urihttp://riu.ufam.edu.br/handle/prefix/2583-
dc.description.abstractpt_BR
dc.description.resumoNa cidade de Itacoatiara com a inexistência de um sistema de tratamento de esgoto, este é lançado, por meio de tubulações, diretamente no rio Amazonas, acarretando desta forma a contaminação das águas desse rio por coliformes fecais e outros agentes patogênicos e poluentes. Conseqüentemente, o aparecimento de infecções bacterianas, fúngicas e virais, e de infecções por parasitas é um fato comum quando as pessoas bebem ou entram em contato corporal com a água que foi utilizada como veículo de resíduos urbanos. Nos bairros periféricos o problema é ainda maior, uma vez que, com a inexistência de dutos de vazão, o escoamento desses efluentes ocorre na superfície das ruas, propiciando a proliferação de uma série de patologias. No período das chuvas os índices de contaminação aumentam significativamente, pois ocorre o acúmulo de matéria orgânica e inorgânica em vias publica e nos quintais das residências, por conseqüência aumenta a proliferação de microorganismos patogênicos. Estima-se que 65% das internações hospitalares de crianças menores de 10 anos estão associadas à falta de saneamento básico. A hepatite infecciosa, o cólera, a disenteria e a febre tifóide são exemplos de doenças de veiculação hídrica, ou seja, um problema de saúde pública (GUIMARÃES, 2001). Infelizmente, outro fator primordial para essa realidade é a falta de investimento por parte do poder publico em infra-estrutura, como por exemplo, saneamento básico e tratamento de esgoto. Esses resultados se agravam mais quando analisamos as estatísticas advindas dos países em desenvolvimento, onde se enquadra o Brasil, em que se estima que 80% das doenças e mais de um terço das mortes estão associados à utilização e consumo de águas contaminadas. Dentro desse contexto, seria altamente relevante a aplicação da técnica de fotoeletrocatálise utilizando luz UV-Vis para o tratamento da água para abastecimento público. Um estudo mais aprofundado para entender melhor esse processo e propor novas inovações tecnológicas não exploradas até o momento no desenvolvimento de reatores fotocatalíticos, para o tratamento de esgoto doméstico, que opere usando radiação UV e radiação solar com posição de fonte de luz submergida e externa para a redução de nitrato a gás nitrogênio em eletrodos de dióxido de titânio.pt_BR
dc.description.sponsorshipFAPEAMpt_BR
dc.formatPDF
dc.languagept_BRpt_BR
dc.publisherUniversidade Federal do Amazonaspt_BR
dc.publisher.countryBrasilpt_BR
dc.publisher.departmentInstituto de Ciências Exatas e Tecnologia - Itacoatiarapt_BR
dc.publisher.departmentpt_BR
dc.publisher.programPROGRAMA PIBIC 2011pt_BR
dc.publisher.initialsUFAMpt_BR
dc.rightsAcesso Restritopt_BR
dc.subjectFotoeletrocatálise, tratamento de água e eletrodo de Ti/TiO2
dc.subject.cnpqCiências Exatas e da Terra: Analise de Tracos e Quimica Ambientalpt_BR
dc.titleAplicação da Técnica de Fotoeletrocatálise no Tratamento da Água para Abastecimento público utilizando eletrodo de Ti/TiO2 nanotubular sob irradiação UV-Vispt_BR
dc.typeRelatório de Pesquisapt_BR
dc.pibic.cursoCiências: Biologia e Químicapt_BR
dc.pibic.tipobolsa
dc.pibic.nrprojetoPIB-E/0094/2011
dc.pibic.projetoAplicação da Técnica de Fotoeletrocatálise no Tratamento da Água para Abastecimento público utilizando eletrodo de Ti/TiO2 nanotubular sob irradiação UV-Vis
dc.pibic.dtinicio2011-08-01
dc.pibic.dtfim2012-07-31
Appears in Collections:Relatórios finais de Iniciação Científica

Files in This Item:
There are no files associated with this item.


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.