Please use this identifier to cite or link to this item: http://riu.ufam.edu.br/handle/prefix/2610
metadata.dc.type: Relatório de Pesquisa
Title: ANÁLISE PETROGRÁFICA DE ARENITOS DA SUCESSÃO SEDIMENTAR PROTEROZÓICA DA SERRA DO TEPEQUÉM, RORAIMA.
metadata.dc.creator: Ana Elisa Leal
metadata.dc.contributor.advisor1: Lucindo Antunes Fernandes Filho
metadata.dc.description.resumo: Na Amazônia, na área de pesquisa, os estudos sobre o Paleoproterozóico são concentrados nas rochas do embasamento enfocando os aspectos geotectônicos e geocronológicos, enquanto que a história sedimentar ainda está calcada em estudos litoestratigráficos e ainda necessita ser melhor investigada usando-se os métodos de sedimentologia e estratigrafia moderna. Apesar da ampla distribuição da cobertura sedimentar do Supergrupo Roraima no centro-norte do Escudo das Guianas, a documentação disponível é ainda insuficiente para permitir um bom entendimento da história evolutiva paleoproterozóica desta parte da América do Sul. Os depósitos da sucessão da Serra do Tepequém sempre foram interpretados como de origem continental, fluvio-lacustre e fluvio-eólica. Recentes estudos de análise de fácies em combinação com estudos estratigráficos em afloramentos de rochas siliciclásticas na região da Serra do Tepequém e região do Uiramutã, Estado de Roraima, norte do Brasil, executados pelo Projeto Tepequém (CNPq processo no. 473483/2004-1), permitiram redefinir e redescrever a unidade basal do Supergrupo Roraima como Grupo Arai. Este trabalho também permitiu estabelecer uma correlação estratigráfica regional mais segura para esses depósitos, através da individualização de duas superfícies de discordância regional que limitam o Grupo Arai nas duas regiões, além do reconhecimento dos depósitos fluviais, costeiros e influenciados por maré na região do Tepequém. A correlação regional dos depósitos do Grupo Arai no interior do Escudo das Guianas aponta a presença de extensa bacia intracratônica com conexão marinha no Paleoproterozóico, sendo a região do Tepequém distal em relação ao Uiramutã. Nos últimos anos, a região da Serra do Tepequém tem sido alvo de novos trabalhos de mapeamento geológico, o que associado as novas dados acima citados tem permitido uma reorganização da estratigrafia do Supergrupo Roraima através da reconstituição de eventos deposicionais no contexto das mudanças globais paleoproterozóicas. Durante a execução do projeto Tepequém foram confeccionados seções e perfis estratigráficos detalhados dos depósitos da sucessão Serra do Tepequém, com individualização dos fácies sedimentares, coleta sistemática de amostras de rochas e de placers e confecção de lâminas delgadas. Estes materiais foram preparados no intuito de subsidiar futuros trabalhos de detalhamento das unidades através de estudos petrográficos, de minerais pesados e geocronológicos visando melhor compreensão da proveniência desses depósitos, bem como, dos processos diagenéticos envolvidos. Portanto, para dar continuidade aos estudos na região, bem como, visando caracterizar os processos diagenéticos e a classificação dos arenitos com base em amostras estratigraficamente bem posicionadas, é proposto neste projeto de PIBIC o estudo petrográfico detalhado de arenitos da sucessão sedimentar da serra do Tepequém.
Abstract: 
Keywords: Petrografia
Grupo Arai
Serra do Tepequém
metadata.dc.subject.cnpq: Ciências Exatas e da Terra: Geologia
metadata.dc.language: pt_BR
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal do Amazonas
metadata.dc.publisher.initials: UFAM
metadata.dc.publisher.department: Geociências
Instituto de Ciências Exatas
metadata.dc.publisher.program: PROGRAMA PIBIC 2011
metadata.dc.rights: Acesso Restrito
URI: http://riu.ufam.edu.br/handle/prefix/2610
Issue Date: 31-Jul-2012
Appears in Collections:Relatórios finais de Iniciação Científica

Files in This Item:
There are no files associated with this item.


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.