Please use this identifier to cite or link to this item: http://riu.ufam.edu.br/handle/prefix/2838
metadata.dc.type: Relatório de Pesquisa
Title: Mulher e Mercado de Trabalho: o caso de Manaus (1990 a 2010)
metadata.dc.creator: Priscila da Costa Oliveira
metadata.dc.contributor.advisor1: Pery Teixeira
metadata.dc.description.resumo: Este projeto de pesquisa surgiu de um desejo de estudar as transformações do papel da mulher na economia e na sociedade. E, principalmente, em como se deu essa evolução na cidade de Manaus, no âmbito do Distrito Industrial. Então, para que possamos ter uma visão geral do que será proposto neste projeto, faz-se necessário analisarmos, num primeiro momento, o contexto histórico dos fatos que impeliram a utilização da mão-de-obra feminina no mercado de trabalho. No Brasil, a partir da década de 1970, a participação da mulher no mercado de trabalho brasileiro foi intensificada devido ao processo de industrialização e urbanização em que a economia brasileira estava inserida (Holffmann, Leone, 2004). A proporção de mulheres trabalhadoras, segundo dados do IPEA, passou de 32% em 1977 para 46% em 2001 (Probst, 2005). Nota-se que, lentamente, as mulheres vão conquistando seu espaço na economia nacional. Trata-se de um fenômeno de uma importância sem precedentes, pois, apesar de seu processo ser progressivo, repercute na família e no local de trabalho da mulher, demonstrando a mudança de valores e inversões dos papeis sociais. Já que há, cada vez mais, um número maior de mulheres responsáveis por suprir suas necessidades domiciliares e também há um número significativo a ocupar altos cargos na hierarquia do mercado de trabalho (Soares, Ikazi, 2002). O pólo industrial foi instalado em Manaus na década de 1960 embalado pelo intenso desenvolvimento da economia brasileira e, é claro, pelo objetivo do governo federal em desenvolver a economia amazônica, estagnada desde o declínio do ciclo da borracha. Motivado pelos incentivos fiscais e detentor de uma superestrutura, atraiu varias empresas para compor sua estrutura, ou melhor, o parque industrial de Manaus. Porém o fator que mais chamou a atenção das empresas foi a oferta de mão-de-obra barata, principalmente a força de trabalho feminina proveniente do interior do estado e com educação escolar mínima. Com intuito de contribuir para este debate, o presente projeto buscar analisar as principais características que compõem o perfil econômico e demográfico da força produtiva feminina manauara, especialmente aquela que move as engrenagens do Pólo Industrial de Manaus. As principais fontes de dados utilizadas neste trabalho serão os do Censo Demográfico de 2000 e 2010 e os dados obtidos pelo Projeto de Pesquisa intitulado Efeito sobre a Qualidade de Vida e Percepções de Risco de um Empreendimento de Refino de Petróleo no Amazonas: o caso da Refinaria de Manaus realizado pela UFAM através do seu Departamento de Economia e Análise em parceria com o Centro de Excelência Ambiental da Petrobras na Amazônia. Este levantamento foi realizado no bairro do Mauazinho em 2008 onde está situada a Refinaria de Manaus (REMAN) e cuja população, em 2000, estava em torno de 15 mil pessoas.
Abstract: 
Keywords: Mercado de trabalho
Mulher
Amazonas
metadata.dc.subject.cnpq: Ciências Sociais Aplicadas: Economia
metadata.dc.language: pt_BR
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal do Amazonas
metadata.dc.publisher.initials: UFAM
metadata.dc.publisher.department: Economia e Análise
Faculdade de Estudos Sociais
metadata.dc.publisher.program: PROGRAMA PIBIC 2011
metadata.dc.rights: Acesso Restrito
URI: http://riu.ufam.edu.br/handle/prefix/2838
Issue Date: 31-Jul-2012
Appears in Collections:Relatórios finais de Iniciação Científica

Files in This Item:
There are no files associated with this item.


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.