Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://riu.ufam.edu.br/handle/prefix/2854
Tipo de documento: Relatório de Pesquisa
Título: Análise diagnóstica da colposcopia anal realizada com dois métodos de coloração vital.
metadata.dc.creator: Cristiane de Oliveira Santarém
metadata.dc.contributor.advisor1: Ivan Tramujas da Costa e Silva
Resumo: Resumo Um corante vital é uma substância que é aplicada a organismos vivos e é incorporada seletivamente por tecidos ou elementos celulares. A colposcopia anal, ou anoscopia com magnificação de imagem (AMI), é exame que utiliza a observação magnificada do ânus e do canal anal após a aplicação de corantes vitais voltados para realçar tecidos suspeitos de conter células em transformação maligna. A AMI vem sendo cada vez mais indicada no diagnóstico precoce do câncer anal em populações de risco. O exame costuma ser realizado após a aplicação tópica anal de ácido acético a 3% e solução de lugol forte (teste de Schiller). Como o azul de metileno a 1%, outro corante vital muito utilizado na evidenciação de casos de câncer oral (carcinoma escamocelular CEC), é citado como substância que pode ser utilizada na AMI, mas por não haver estudos (na literatura consultada) comparando seu emprego com a AMI realizada após a aplicação tópica de ácido acético, este estudo pretende analisar comparativamente os índices de validade e precisão diagnóstica da AMI realizada com ácido acético/lugol como corantes vitais com a AMI realizada com a aplicação sequencial de azul de toluidina a 1%. Por intermédio de um estudo observacional transversal, diagnóstico, avaliar-se-á a validade e a precisão diagnósticas da colposcopia anal realizadas com os dois métodos de coloração vital. A validade diagnóstica será estudada em relação ao padrão-ouro resultado histopatológico de biópsias anais realizadas sob controle colposcópico e a concordância diagnóstica será observada entre o exame colposcópico e o resultado histopatológico de biópsias realizadas sob controle colposcópico, considerando cada exame como uma forma diferente de observar a presença de lesões precursoras do câncer anal. Serão estudados 70 pacientes de ambos os sexos pertencentes a grupos de risco para o câncer anal. Os resultados da AMI segundo critérios diagnósticos colposcópicos que utilizam ácido acético/lugol para conferir pontuação a lesões no intuito de determinar indícios de associação com alterações pré-malignas, serão comparados com critérios diagnósticos após a utilização do azul de metileno. Para tanto, a coloração vital anterior será removida com solução fraca de hipossulfito de sódio. Os resultados colposcópicos de ambas as colorações vitais serão confrontados com o padrão-ouro resultado histopatológico de biópsias realizadas e também comparados entre si. Variáveis categóricas dispostas em tabelas 2 x 2 serão analisadas pelos testes do chi-quadrado e Fisher e pelo coeficiente kappa de concordância diagnóstica. Índices de acurácia diagnóstica de ambos os métodos de coloração vital serão calculados. Considerar-se-ão significativos os valores de p < 0,05.
Resumo em outro idioma: 
Palavras-chave: Colposcopia
Lesões Pré-cancerosas
Neoplasias do Ânus
Área de conhecimento - CNPQ: Ciências da Saúde: Cirurgia Proctologica
Idioma: pt_BR
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Editor: Universidade Federal do Amazonas
metadata.dc.publisher.initials: UFAM
metadata.dc.publisher.department: Clínica Cirúrgica
Faculdade de Ciências da Saúde
metadata.dc.publisher.program: PROGRAMA PIBIC 2011
Tipo de acesso: Acesso Restrito
URI: http://riu.ufam.edu.br/handle/prefix/2854
Data do documento: 31-jul-2012
Aparece nas coleções:Relatórios finais de Iniciação Científica

Arquivos associados a este item:
Não existem arquivos associados a este item.


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.