Please use this identifier to cite or link to this item: http://riu.ufam.edu.br/handle/prefix/2912
metadata.dc.type: Relatório de Pesquisa
Title: Prospecção de Flavonóides Inibidores Enzimáticos em espécies de Loranthaceae da Amazônia Brasileira.
metadata.dc.creator: Jander Savedra Nunes
metadata.dc.contributor.advisor1: Anderson Cavalcante Guimarães
metadata.dc.description.resumo: Os flavonóides são substâncias geralmente coloridas, responsáveis pelas cores de flores, frutos e sementes. São constituintes importantes da dieta humana, presentes em chás e vinhos. São reconhecidos por apresentarem atividades biológicas importantes, tais como, as atividades: antioxidantes e inibidores de enzimas. LORANTHACEAE é uma família botânica que cresce parasitando árvores, por meio de haustórios que penetram na madeira do hospedeiro, sendo considerada a mais importante das poucas famílias de plantas neotropicais parasitas. Os haustórios fixam-se nos caules das árvores hospedeiras, sugando a seiva bruta, podendo algumas vezes levá-las à morte. Essas plantas daninhas ameaçam o estabelecimento de árvores econômicas, tropicais ou não, como nas coníferas nativas da América do Norte, plantações de Citrus da América Central, e no leste da Índia. As espécies são conhecidas, no mundo, com os nomes populares de: erva-de-passarinho, visgo, muerdago, , mistletoe, e apresentam um papel importante para biodiversidade interagindo inclusive com o homem. A presença de fenólicos na família é insuficientemente descrita. Ensaios com atividades enzimáticas com extratos de diversas espécies vegetais têm sido demonstrado, em literaturas. Destacam-se as atividades antioxidante, inibidora de alfa-amilase, alfa-glucosidase e lipase. O consumo de substâncias antioxidantes tem sido relacionado com a inibição do câncer e proteção do sistema imunológico. Produtos têm sido gerados a partir de substâncias antioxidantes, como as isoflavonas da soja. A diabetes tipo 2 pode ser tratada com a modulação de enzimas do trato digestório. Inibidores que retardam a absorção de carboidratos, como os fenólicos, podem atuar diminuindo a hiperglicemia pós-prandial, podendo ser utilizados estrategicamente na melhora da qualidade de vida dos pacientes. A obesidade, segundo a Organização Mundial da Saúde, é definida como acúmulo anormal e excessivo de gordura que pode ocasionar conseqüências como doenças cardiovasculares, diabetes e alguns cânceres. Vários polifenóis como a manfigerina, catequinas e taninos condensados podem estar envolvidos em efeitos antiobesidade através da inibição de enzimas metabolizadoras de lipídeos e estimulação da lipólise. O uso de medicamentos complementares, como extratos de plantas, em terapia para doenças degenerativas, vem sendo investigado. O trabalho a ser desenvolvido consiste na obtenção de extratos brutos de plantas da família Loranthaceae coletadas na região do Amazonas, realizar prospecção fitoquímica para substâncias fenólicas e a avaliação de atividades enzimáticas. Este estudo pode levar a resultados que indiquem novos agentes terapêuticos, mais baratos e disponíveis para a população em geral. O potencial para a produção de flavonóides em espécies de Loranthaceae poderia contribuir para os estudos quimiossistemáticos da família, bem como para a descoberta de novas substâncias com possibilidades terapêuticas e aplicações tecnológicas
Abstract: 
Keywords: Loranthaceae
fenólicos, atividade enzimática
metadata.dc.subject.cnpq: Ciências da Saúde: Farmacognosia
metadata.dc.language: pt_BR
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal do Amazonas
metadata.dc.publisher.initials: UFAM
metadata.dc.publisher.department: Instituto de Ciências Exatas e Tecnologia - Itacoatiara
metadata.dc.publisher.program: PROGRAMA PIBIC 2011
metadata.dc.rights: Acesso Restrito
URI: http://riu.ufam.edu.br/handle/prefix/2912
Issue Date: 31-Jul-2012
Appears in Collections:Relatórios finais de Iniciação Científica

Files in This Item:
There are no files associated with this item.


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.