Please use this identifier to cite or link to this item: http://riu.ufam.edu.br/handle/prefix/2958
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisor1Flávia Kelly Siqueira de Souza-
dc.creatorGabriela Silva Chaves-
dc.date.accessioned2016-09-23T15:24:38Z-
dc.date.available2016-09-23T15:24:38Z-
dc.date.issued2013-07-31-
dc.identifier.urihttp://riu.ufam.edu.br/handle/prefix/2958-
dc.description.resumoInúmeras são as características das planícies inundáveis das regiões tropicais e subtropicais, dentre elas, destaca-se o número de espécies presentes, em especial a de peixes. No topo dos ecossistemas de água doce encontram-se os peixes piscívoros, que exercem impacto direto ou indireto sobre a biota, baseando-se de um amplo espectro de presas, entretanto, poucas predominam em suas dietas, estando seu consumo associado à abundância das mesmas no ambiente. Pelo fato de a piscivoria ser uma das principais fontes de mortalidade em estoques naturais de peixes, o controle da biomassa por espécies piscívoras é de grande importância, pois a ação de alguns predadores é tão atuante que pode muitas vezes reduzir fortemente a densidade das espécies de suas vítimas e até eliminar algumas espécies de certos habitats. Neste sentido, a possibilidade de avaliar a influência das alterações cíclicas na alimentação de espécies piscívoras, bem como a possibilidade do uso de diferentes hábitats que favoreçam a captura das presas é a proposta de estudo deste plano de PIBIC, que contará com o suporte financeiro do Projeto PIATAM V. As pescarias experimentais serão realizadas em cinco lagos de várzea localizados ao longo do rio Solimões, no trecho compreendido entre os municípios de Iranduba e Coari AM, nos períodos do ciclo hidrológico de enchente, cheia, vazante e seca. O apetrecho utilizado será rede de emalhar de 30mm a 100mm entre nós opostos, com dimensão de 15 metros e 2 metros de altura, ficando expostas por aproximadamente 15 horas por dia. A identificação dos itens consumidos por cada exemplar de peixe ocorrerá através dos métodos: Freqüência de Ocorrência, que nos dará informação sobre seletividade e amplitude do nicho ecológico; Método Volumétrico, que nos fornecerá o volume que cada item ocupa no estômago ou o volume total do conteúdo estomacal encontrado em todos os estômagos analisados e; o Índice de Importância Alimentar, que nos possibilitará caracterizar os indivíduos de acordo com a sua categoria trófica.pt_BR
dc.description.sponsorshipFAPEAMpt_BR
dc.formatPDF-
dc.languagept_BRpt_BR
dc.publisherUniversidade Federal do Amazonaspt_BR
dc.publisher.countryBrasilpt_BR
dc.publisher.departmentCiências Pesqueiraspt_BR
dc.publisher.departmentFaculdade de Ciências Agráriaspt_BR
dc.publisher.programPROGRAMA PIBIC 2012pt_BR
dc.publisher.initialsUFAMpt_BR
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.subjectIctiofaunapor
dc.subjectPredaçãopor
dc.subject.cnpqCiências Agrárias: Engenharia de Pescapt_BR
dc.titleEstudo da alimentação das espécies de peixe predadores em lagos de várzea na região do médio rio Solimões (Amazonas-Brasil)pt_BR
dc.typeRelatório de Pesquisapt_BR
dc.pibic.cursoEngenharia de Pescapt_BR
dc.pibic.nrprojetoPIB-A/0040/2012-
dc.pibic.projetoEstudo da alimentação das espécies de peixe predadores em lagos de várzea na região do médio rio Solimões (Amazonas-Brasil)-
dc.pibic.dtinicio2012-08-01-
dc.pibic.dtfim2013-07-31-
dc.contributor.colaboradorIvanildo Lima Alves dos Santos-
Appears in Collections:Relatórios finais de Iniciação Científica

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Gabriela Silva Chaves.pdf919,08 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.