Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://riu.ufam.edu.br/handle/prefix/3154
Tipo de documento: Relatório de Pesquisa
Título: Produção e análise de alguns parâmetros físico-químicos do biodiesel obtido do óleo de cupuaçu
metadata.dc.creator: Sarah Jéssica Machado Lopes
metadata.dc.contributor.advisor1: Margarida Carmo de Souza
Resumo: A energia tem sido através da história a base do desenvolvimento das civilizações. Atualmente, a demanda energética é cada vez maior, seja para atender as necessidades básicas, para suprir as necessidades de bens de consumo, e, finalmente para promover o desenvolvimento econômico, social e cultural de uma comunidade. Preocupações relacionadas aos problemas ambientais que são agravados pelo uso de energia suja , e também, pela crise mundial do petróleo, têm motivado a busca por fontes alternativas e limpas de energia. Em face deste quadro, somada a provável redução de combustíveis fósseis, alternativas produtivas vem sendo estudadas, visando obter sistemas economicamente viáveis, socialmente justos e ecologicamente adequados. A presença de fontes renováveis na matriz energética brasileira é bastante significativa. Dentre elas, os óleos vegetais têm sido priorizados por apresentarem alternativa para a geração de energia, apoiando a agricultura familiar, valorizando potencialidades regionais e oferecendo alternativas aos problemas econômicos e sócio-ambientais. Como os óleos vegetais apresentam alta viscosidade, o uso de alguns métodos, como craqueamento, esterificação e transesterificação, converte os ácidos graxos constituintes de óleos em seus respectivos ésteres biodiesel, que têm sua produção incentivada e respaldada pelo Programa Nacional de Produção e Uso de Biodiesel (PNPB). Neste sentido, é urgente a pesquisa de novas oleaginosas que possam ser usadas na produção de biocombustíveis e venham a atender a demanda. Como o Brasil tem uma grande extensão territorial e o clima favorece a plantação de sementes oleaginosas, ele é caracterizado como um país com grande potencial para a exploração de biomassa para fins energéticos, além de alimentícios e químicos. Dentre as oleaginosas, algumas culturas como as de soja, girassol, algodão, amendoim, mamona, babaçu, palma e pinhão manso vêm sendo exploradas para a produção de biocombustível. Porém, outras oleaginosas como o cupuaçu, fruta proveniente da região amazônica, que possui características bastante particulares, ainda precisam ser estudadas, principalmente no seu uso para a produção de biodiesel. A produção do cupuaçuzeiro concentra-se na região amozônica, sendo o Pará o principal produtor, seguido do Amazonas. No Amazonas as áreas de maior concentração de produção estão localizadas nos municípios de Itacoatiara, Manaus, Careiro, Presidente Figueiredo, Humaitá e Manacapuru. O uso do biodiesel é uma das mais importantes alternativas para a substituição dos combustíveis derivados do petróleo. Contudo, para que ele possa ser comercializado, assim como ocorre com os produtos derivados do petróleo, alguns parâmetros de qualidade, devem ser observados a fim de preservar a saúde humana, o meio ambiente e a mecânica do veículo. Nesse contexto, este projeto pretende realizar estudos para a produção de biodiesel a partir da extração do óleo da semente de cupuaçu.
Resumo em outro idioma: 
Palavras-chave: biodiesel
cupuaçu, óleo vegetal
Área de conhecimento - CNPQ: Ciências Exatas e da Terra: Quimica Analitica
Idioma: pt_BR
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Editor: Universidade Federal do Amazonas
metadata.dc.publisher.initials: UFAM
metadata.dc.publisher.department: Instituto de Ciências Exatas e Tecnologia - Itacoatiara
metadata.dc.publisher.program: PROGRAMA PIBIC 2012
Tipo de acesso: Acesso Restrito
URI: http://riu.ufam.edu.br/handle/prefix/3154
Data do documento: 31-jul-2013
Aparece nas coleções:Relatórios finais de Iniciação Científica

Arquivos associados a este item:
Não existem arquivos associados a este item.


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.