Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://riu.ufam.edu.br/handle/prefix/3156
Tipo de documento: Relatório de Pesquisa
Título: ANÁLISE BITEMPORAL DO RIO SOLIMÕES NO TRECHO ENTRE OS MUNICÍPIOS DE MANACAPURU E CODAJÁS (AMAZONIA OCIDENTAL) POR MEIO DE IMAGENS LANDSAT-5/TM
metadata.dc.creator: Marcel Silva Passos
metadata.dc.contributor.advisor1: Emilio Alberto Amaral Soares
Resumo: Nas últimas décadas, as características geomorfológicas dos canais e áreas de planícies de inundação do sistema fluvial Solimões-Amazonas têm sido analisadas com base em produtos de sensores remotos e cartas de navegação. Em alguns trabalhos (Mertes et al. 1996, Nobre 2010), a análise multitemporal de trechos dos rios Solimões e Amazonas tem sido feita com base em dados de sensoriamento remoto, que mostram as modificações dos canais fluviais deste sistema, destacando as áreas de deposição e erosão. Em geral, a erosão nas barrancas do Rio Solimões, é marcada por desmoronamentos constantes, os quais tem sido associados ao fenômeno das terras caídas ou quedas de barranco , que causam transtornos sociais e econômicos à população ribeirinha. Esta terminologia popular característica da da região amazônica, serve para explicar fenômenos erosivos determinados pela dinâmica fluvial, onde a erosão está associada a instabilidade do material arenoso inconsolidado que compõe parte dos terraços fluviais que margeiam o canal, sendo também intensificada pela ondas dos banzeiros, devido ao transporte fluvial de cargas e pessoas. O fenômeno das terras caídas se intensifica na porção frontal das ilhas e nos meandros dos canais (principal e secundário), sendo intensificado no período das enchentes dos rios. Portanto, este projeto PIBIC visa estudar a dinâmica fluvial do Rio Amazonas, entre os municípios de Careiro da várzea e Autazes, por meio da análise bitemporal de imagens ópticas Landsat-5/TM obtidas nos últimos 24 anos, visando identificar as áreas de erosão e deposição.
Resumo em outro idioma: 
Palavras-chave: Rio Amazonas
Análise Bitemporal
Sensoriamento Remoto
Área de conhecimento - CNPQ: Engenharias: Sedimentologia
Idioma: pt_BR
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Editor: Universidade Federal do Amazonas
metadata.dc.publisher.initials: UFAM
metadata.dc.publisher.department: Geociências
Instituto de Ciências Exatas
metadata.dc.publisher.program: PROGRAMA PIBIC 2012
Tipo de acesso: Acesso Restrito
URI: http://riu.ufam.edu.br/handle/prefix/3156
Data do documento: 31-jul-2013
Aparece nas coleções:Relatórios finais de Iniciação Científica

Arquivos associados a este item:
Não existem arquivos associados a este item.


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.