Please use this identifier to cite or link to this item: http://riu.ufam.edu.br/handle/prefix/3177
metadata.dc.type: Relatório de Pesquisa
Title: ÁCIDOS FÚLVICOS: COMPLEXANTES METÁLICOS NATURAIS
metadata.dc.creator: Daniel Farias dos Santos
metadata.dc.contributor.advisor1: Marlon de Souza Silva
metadata.dc.description.resumo: A matéria orgânica (MO) encontrada no solo, sedimentos e águas naturais é de uma mistura de compostos em diferentes estágios de decomposição, resultantes da degradação biológica de resíduos animais e vegetais bem com da atividade sintética de microorganismos. Essa massa trás incorporada uma variedade imensa de micro-organismos, que para sobreviverem, decompõe-na, retirando da mesma, energia e elementos que são necessários tanto à sua formação e sobrevivência, quanto a sua multiplicação. E são precisamente a MO e sua constante de decomposição, que imprimem aos sistemas naturais, características químicas e biológicas de extrema importância para a vida. A MO pode ser dividida em dois grupos fundamentais. O primeiro é constituído pelos produtos de decomposição dos resíduos orgânicos e do metabolismo microbiano, como proteínas e aminoácidos, carboidratos, ácidos graxos e outros . Estas substâncias são denominadas substâncias não húmicas. O segundo grupo é representado pelas substâncias húmicas (SH). Essas substâncias são os componentes majoritários do carbono orgânico em águas, solos e sedimentos. Elas consistem de uma mistura polidispersas de macromoléculas com diferentes grupos funcionais e são responsáveis por inúmeros processos físicos, químicos e geoquímicos nestes ambientes. Um dos aspectos mais estudados sobre as SH é a sua habilidade para interagir com íons metálicos para formar complexos de diferentes estabilidades. Isto se deve ao alto teor de grupos funcionais (principalmente carboxílicos e fenólicos) encontrado nestas estruturas Elas são produzidas pela decomposição oxidativa de moléculas orgânicas complexas como; carboidratos, proteínas, ligninas, lignanas e ácidos graxos. Elas são encontradas no solo e na água e, são o maior componente da parte terrestre (matéria orgânica do solo) e da parte aquática (matéria orgânica dissolvida). A composição elementar das substâncias húmicas está na faixa de 45-55% de C, 3-6% de H, 1-5% de N, 30-45% de O, 0-1% de S. As substâncias húmicas são, normalmente, divididas em três categorias; ácido húmico ( insolúvel em pH menor que 2, mas solúvel em pH mais alto), ácido fúlvico (solúvel em solução aquosa em toda faixa de pH) e húmina ( insolúvel em solução aquosa em toda faixa de pH). Classificação das Substâncias húmicas e importância para o planeta SH (substâncias húmicas), HUMUS = cor escura. Atuam como estufa natural para sementes, evitam erosão do solo, atuam como agentes tamponantes, etc. Ácidos fúlvicos, cor amarelo a marrom claro, fração de baixa massa molar, solúvel em qualquer pH). Huminas, cor preta, insolúveis em qualquer pH. A presente proposta visa à extração das substâncias húmicas de água (Rio Negro) e de sedimento, com o objetivo de estudar a interação do ácido fúlvico com íons Cu (II) e Ni(II). Empregando as técnicas de espectroscopia de infravermelho, flourescência, potenciometria e eletroquímica (eletrodo íon seletivo).
Abstract: 
Keywords: Ácido fúlvico, complexantes naturais, cobre
metadata.dc.subject.cnpq: Ciências Exatas e da Terra: Quimica
metadata.dc.language: pt_BR
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal do Amazonas
metadata.dc.publisher.initials: UFAM
metadata.dc.publisher.department: Química
Instituto de Ciências Exatas
metadata.dc.publisher.program: PROGRAMA PIBIC 2012
metadata.dc.rights: Acesso Restrito
URI: http://riu.ufam.edu.br/handle/prefix/3177
Issue Date: 31-Jul-2013
Appears in Collections:Relatórios finais de Iniciação Científica

Files in This Item:
There are no files associated with this item.


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.