Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://riu.ufam.edu.br/handle/prefix/3194
Tipo de documento: Relatório de Pesquisa
Título: UM ESTUDO SOBRE O USO DO FORMALISMO DA REDE DE PETRI EM TRANSFORMAÇÕES DE MODELOS BASEADOS NA ARQUITETURA DIRIGIDA POR MODELOS
metadata.dc.creator: Stephany Castro da Silva
metadata.dc.contributor.advisor1: Christophe Saint-Christie de Lima Xavier
Resumo: A Arquitetura Dirigida por Modelos (Model-Driven Architecture MDA) (OMG, 2009) é uma abordagem onde o desenvolvimento de softwares está baseado em modelos, metamodelos e transformações de modelos. Dentro do contexto da MDA, (BARBOSA, 2011) entendem-se como modelos as representações da estrutura, e do comportamento de sistemas. Os metamodelos são modelos que descrevem a estrutura dos modelos. Definem a forma de entender os modelos e as linguagens para a construção das modelagens sem que ocorra ambiguidades. As transformações entre modelos são conjuntos de regras que descrevem como gerar um modelo de saída a partir de um ou vários modelos de entrada, usando para isso consultas aos metamodelos. A MDA foi desenvolvida pela OMG (Object Management Group) nas ideias presentes no cenário da Engenharia Dirigida Por Modelos (Model-Driven Engineering MDE), uma abordagem onde modelos é a base para a implementação e evolução dos softwares. As transformações de modelos possuem um papel chave dentro do processo MDA, (PELLEGRINI, 2010), permitem a criação de sistemas baseados em modelos independentes de plataforma (Plataform Independent Model - PIM), que através dessas transformações geram modelos para plataformas específicas (Plataform Specific Model PSM) e, assim a partir desses modelos geram códigos-fonte livres de erros. Para que as transformações entre modelos sejam expressas de uma forma simples e, que a execução automática do código aconteça, utiliza-se a linguagem padrão criada pela OMG chamada (Query View Transformation - QVT), (OMG, 2005). A sigla QVT vem de consulta, visão e transformação. Durante a consulta, o modelo é inserido na entrada e elementos específicos deles são extraídos. Na visão ocorre uma projeção de um metamodelo que gera modelos na linguagem de modelagem UML e nas transformações, o modelo inserido na entrada é atualizado, gerando um novo modelo. A construção de ferramentas capazes de gerar códigos automáticos utilizando as transformações entre modelos torna-se cada vez mais atrativa, por permitir a implementação de sistemas a partir de uma modelagem. Com isso, o encontro de soluções para possíveis erros acontecem de forma mais clara e concisa, o que não ocasiona excessos de informações no código-fonte final. Porém, apesar das transformações de modelos e, a própria MDA ser uma tendência dentro da área de desenvolvimento de software (BARBOSA, 2011), ainda assim não existe a formalização de alguns de seus processos, o que não permite a verificação formal dos modelos criados e acarreta vários tipos de questionamentos sobre a corretude dos códigos gerados durante as transformações de modelos. Nesse contexto, o uso de um método formal durante o processo de modelagem poderá ser uma solução para esses problemas que ocorrem dentro das transformações entre modelos. A linguagem formal conhecida como Rede de Petri é uma ferramenta gráfica que permite a modelagem de sistemas, e, a verificação formal dos modelos criados.
Resumo em outro idioma: 
Palavras-chave: MDA
Modelos
Transformações de modelos
Área de conhecimento - CNPQ: Ciências Exatas e da Terra: Engenharia de Software
Idioma: pt_BR
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Editor: Universidade Federal do Amazonas
metadata.dc.publisher.initials: UFAM
metadata.dc.publisher.department: Instituto de Ciências Exatas e Tecnologia - Itacoatiara
metadata.dc.publisher.program: PROGRAMA PIBIC 2012
Tipo de acesso: Acesso Restrito
URI: http://riu.ufam.edu.br/handle/prefix/3194
Data do documento: 31-jul-2013
Aparece nas coleções:Relatórios finais de Iniciação Científica

Arquivos associados a este item:
Não existem arquivos associados a este item.


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.