Please use this identifier to cite or link to this item: http://riu.ufam.edu.br/handle/prefix/3588
metadata.dc.type: Relatório de Pesquisa
Title: Biomassa e estoque de nutrientes em plantio comercial de Bertholletia excelsa Humb. & Bonpl. na Amazônia Central
metadata.dc.creator: Antonio Carlos Costa Linhares
metadata.dc.contributor.advisor1: Marciel José Ferreira
metadata.dc.description.resumo: Bertholletia excelsa é uma espécie florestal de porte arbóreo pertencente à família das Lecythidaceae. Na região neotropical esta família compreende um total de 200 espécies, que se distribuem desde o Norte do México até o Sul do Paraguai. A Castanheira-da-amazônia, nomenclatura recomendada a partir da 3 Convenção Mundial de Frutos Secos realizada em Manaus no ano de 1992, constitui a única espécie dentro do gênero Bertholletia, sendo encontrada mais expressivamente na Floresta Amazônica brasileira. A espécie também tem sido utilizada em diferentes sistemas de plantios florestais na região amazônica, seja na composição de sistemas agroflorestais ou ainda em plantios homogêneos para recuperação de áreas alteradas ou de reposição florestal. A espécie apresenta excelentes características silviculturais, que inclui bom desempenho quando crescendo em solos degradados, baixas demandas por nutrientes minerais, baixas taxas de mortalidade, formação de tronco reto, resistência a pragas e doenças e alta produção de liteira. No Amazonas, mais precisamente na região de Itacoatiara, concentra-se o maior plantio contínuo de castanheira do mundo com aproximadamente 3.000 hectares. Esses plantios são destinados à produção de frutos e madeira. Apesar disso, como para outros grupos de espécies florestais nativas, há carências em informações relacionadas às técnicas mais adequadas de manejo desses povoamentos, com destaque para a dinâmica nutricional. O estudo da exportação de nutrientes consiste em importante ferramenta para o entendimento da dinâmica nutricional de plantios florestais. Esta informação é vital para a produção contínua e sustentada de plantios florestais, uma vez que possibilita a previsão de situações que poderiam ser críticas a médios e longos prazos, tanto em relação à produtividade quanto às características químicas do solo. A remoção de nutrientes pela colheita florestal é um dos fatores a ser considerado para a manutenção da produtividade dos sítios, principalmente quando há baixo suprimento de nutrientes no solo. Explorações intensivas em rotações curtas, sem previsão de um período mínimo necessário para reposição de nutrientes, têm sido apontadas como as maiores responsáveis pela diminuição da fertilidade do solo. Neste sentido, a proposta desta pesquisa é quantificar a exportação de biomassa e nutrientes resultante de tratamentos silviculturais de desbaste em plantio adensado de Bertholletia excelsa no município de Itacoatiara, AM.
Abstract: 
Keywords: Plantios Florestais
Castanheira-da-amazônia
Desbaste.
metadata.dc.subject.cnpq: Ciências Agrárias: Silvicultura
metadata.dc.language: pt_BR
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal do Amazonas
metadata.dc.publisher.initials: UFAM
metadata.dc.publisher.department: Ciências Florestais
Faculdade de Ciências Agrárias
metadata.dc.publisher.program: PROGRAMA PIBIC 2013
metadata.dc.rights: Acesso Restrito
URI: http://riu.ufam.edu.br/handle/prefix/3588
Issue Date: 31-Jul-2014
Appears in Collections:Relatórios finais de Iniciação Científica

Files in This Item:
There are no files associated with this item.


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.