Please use this identifier to cite or link to this item: http://riu.ufam.edu.br/handle/prefix/3602
metadata.dc.type: Relatório de Pesquisa
Title: Manejo de efluentes da Estação de Aquicultura de Balbina, Presidente Figueiredo, Amazonas
metadata.dc.creator: Jéssica Cerdeira dos Santos
metadata.dc.contributor.advisor1: Maria Anete Leite Rubim
metadata.dc.description.resumo: A produção de pescado em cativeiro no estado do Amazonas apresentou um acentuado crescimento nos últimos anos o que torna a atividade de cultivo um importante agronegócio na escala regional. Esse crescimento é devido à elevada demanda do mercado consumidor amparada na grande aceitação da proteína de pescado pela população local. Entretanto, apesar da piscicultura ser uma atividade econômica e promover o desenvolvimento social, é uma atividade causadora de potencial degradação ambiental. Os cultivos intensivos têm elevada densidade de estocagem de peixes e exigem que uma grande quantidade de alimento artificial seja introduzida diariamente ao tanque, gerando uma quantidade proporcional de matéria orgânica formada por excretas e restos de alimento. O objeto deste trabalho é desenvolver técnicas de manejo de efluentes da piscicultura, utilizando biofiltro com macrófitas aquáticas, a fim de minimizar os impactos sobre o ambiente receptor e funcionar como uma unidade demonstrativa de difusão. O trabalho será realizado na Estação de Aquicultura de Balbina, no município de Presidente Figueiredo. O biofiltro terá uma cobertura vegetal das espécies flutuantes Eicchornia crassipes (Aguapé) e Pistia stratiotes com 5% da área alagada dos tanques com cultivos de tambaqui (Colossoma macropomum) e matrinxã (Brycon amazonicus). Serão avaliados períodos de resistência do efluente no biofiltro, de 12, 24 e 36 horas, a fim de estabelecer em qual período ocorre maior eficiência na melhoria da qualidade do efluente por meio da redução de nutrientes e da turbidez. Os peixes serão alimentados diariamente com ração comercial extrusada contendo 32% de proteína bruta. O sistema de biofiltro será construído em alvenaria e isolado com lona impermeável para evitar infiltração do efluente no solo. A profundidade do sistema é de 0,50 metros. O efluente será drenado dos tanques de produção por uma tubulação para o biofiltro e após, será despejado no corpo hídrico receptor. Será aplicada a análise de variância (ANOVA) e teste de Tukey para comparação de médias dos valores das variáveis físicas e químicas na entrada e saída do sistema.
Abstract: 
Keywords: piscicultura
efluentes
biofiltro
metadata.dc.subject.cnpq: Ciências Agrárias: Engenharia de Pesca
metadata.dc.language: pt_BR
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal do Amazonas
metadata.dc.publisher.initials: UFAM
metadata.dc.publisher.department: Ciências Pesqueiras
Faculdade de Ciências Agrárias
metadata.dc.publisher.program: PROGRAMA PIBIC 2013
metadata.dc.rights: Acesso Restrito
URI: http://riu.ufam.edu.br/handle/prefix/3602
Issue Date: 31-Jul-2014
Appears in Collections:Relatórios finais de Iniciação Científica

Files in This Item:
There are no files associated with this item.


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.