Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://riu.ufam.edu.br/handle/prefix/3666
Tipo de documento: Relatório de Pesquisa
Título: Caracterização da ictiofauna de um canal de várzea na região de Itacoatiara, AM
metadata.dc.creator: Manoel Osmar Mendonça dos Santos Filho
metadata.dc.contributor.advisor1: Erico Luis Hoshiba Takahashi
Resumo: A bacia amazônica é caracterizada por diferentes tipos de ambientes aquáticos como os grandes rios, lagos de várzea, igarapés, igapós e furos/canais de várzea que sustenta uma rica e diversificada fauna de peixes.. Os furos ou canais de várzea são ambientes complexos, pois fazem a conexão entre diferentes ambientes aquáticos passando por muitas alterações ambientais extremas como a mudança de fluxo de água. Estudos em canais de várzea foram realizados na região do médio Solimões e próximos a Manaus. Não existem publicações com a fauna de peixes nos canais de várzea na região de Itacoatiara.O lago de Serpa é localizado muito próximo à área urbana de Itacoatiara. As suas margens são todas ocupadas por propriedades rurais. Possui como ligação principal, e perene, com o rio Amazonas um canal na qual a foz fica próximo do limite urbano de Itacoatiara, e dependendo da época do ano ocorre mudança no fluxo da água. Conhecer as espécies de peixes que ocupam e/ou passam por esse canal é importante para subsidiar tomadas de decisões em relação ao uso racional do canal e do lago de Serpa pela população local.O objetivo do projeto é caracterizar a ictiofauna de médio e grande porte de um canal de várzea do canal de ligação do Lago de Serpa com o Rio Amazonas ao longo de um ano. Serão realizadas coletas mensais de peixes no canal de ligação do Lago de Serpa com o rio Amazonas no local onde o canal passa por baixo da estrada que liga Itacoatiara ao seu aeroporto. As coletas serão feitas com uma bateria com seis de redes de espera com malhas 1,5; 2,0; 3,0; 4,0; 5,0 e 6,0 cm entre os nós, totalizado trinta metros de rede. As redes serão colocadas as 17:00 horas e retiradas as 21:00 horas, totalizando cerca de 4 horas de amostragem. Despescas serão realizadas a cada hora para reduzir a predação por piranhas e outros predadores. Em campo os exemplares coletados serão resfriados em gelo e separados por local, data e malha de rede utilizada para captura. Em laboratório os exemplares serão fixados em formol 10%, identificados com o auxílio de chaves, comparações com dados de coleção e consulta de especialistas da área. Em seguida os exemplares serão quantificados e os dados de local, data, malha da rede e espécie será tabulados em planilhas.Para cada espécie de peixe coletada será determinada a constância de ocorrência e o índice de diversidade de Shannon.
Resumo em outro idioma: 
Palavras-chave: ecologia
peixe
Área de conhecimento - CNPQ: Ciências Biológicas: Zoologia Aplicada
Idioma: pt_BR
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Editor: Universidade Federal do Amazonas
metadata.dc.publisher.initials: UFAM
metadata.dc.publisher.department: Instituto de Ciências Exatas e Tecnologia - Itacoatiara
metadata.dc.publisher.program: PROGRAMA PIBIC 2013
Tipo de acesso: Acesso Restrito
URI: http://riu.ufam.edu.br/handle/prefix/3666
Data do documento: 31-jul-2014
Aparece nas coleções:Relatórios finais de Iniciação Científica

Arquivos associados a este item:
Não existem arquivos associados a este item.


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.