Please use this identifier to cite or link to this item: http://riu.ufam.edu.br/handle/prefix/3998
metadata.dc.type: Relatório de Pesquisa
Title: AVALIAÇÃO DA PRÁTICA DE ATIVIDADES MOTORAS EM ADOLESCENTES COM DEFICIÊNCIA INTELECTUAL
metadata.dc.creator: Giselle da Silva Tavares
metadata.dc.contributor.advisor1: Priscila Trapp Abbes
metadata.dc.description.resumo: O campo de estudo do desenvolvimento motor humano, enfoca as mudanças no comportamento motor no decorrer da vida, assim como o processo ou processos que estão nas bases destas mudanças (CLARK & WHITALL, 1989). E, neste sentido o processo da adolescência aparece como um tema de investigação de várias disciplinas nas Ciências Humanas e Saúde, onde a adolescência compreende a faixa etária situada entre os dez e vinte anos incom¬pletos, segundo a Organização Mundial de Saúde, e se constitui como uma fase crítica do processo de crescimento e desenvolvimento humano, marcada por numerosas transformações relacionadas aos aspectos físicos, psíquicos e sociais do indivíduo (SAITO, 2007). E em nosso dia a dia nos submetemos a desempenhar com sucesso a grande variedade de habilidades motoras e para isso precisamos coordenar o funcionamento dos nossos músculos e articulações (MAGILL, 2000). Essa coordenação vem ser aprendida durante a infância passando pela adolescência e se firmando na idade adulta, onde geralmente a criança terá um leque de experiências motoras, contudo essa vivência não acontece com todas as crianças, por isso, segundo Lopes et al (2003) a medida da insuficiência de coordenação é geralmente dependente da qualidade e quantidade de experiências motoras vivenciadas pela criança e essa coordenação pode ser corrigida no contexto da Educação Física. E, em se tratando de pessoas com deficiência esta coordenação ainda é mais comprometido, uma vez que a estimulação deve ser iniciada desde cedo, para não ocasionar no futuro possíveis déficits na coordenação destes indivíduos. O objetivo da pesquisa é estudar o efeito da intervenção de Educação Física no processo de desenvolvimento motor de adolescentes com deficiência intelectual comparado a adolescentes com deficiência intelectual que não praticam atividades de Educação Física regulares e analisar o padrão motor desses adolescentes comparados ao esperado para adolescentes sem deficiência nesta faixa etária. Os sujeitos da pesquisa serão adolescentes de 12 a 17 anos, com deficiência intelectual, participantes do Programa de Atividades Motoras para Deficientes (PROAMDE). O instrumento utilizado para avaliar as habilidades motoras será o Teste de Desenvolvimento das Habilidades Motoras Fundamentais (grosseiras) (Test of Gross Motor Development, Second Edition TGMD 2) descrito por Ulrich, (2000), será utilizado para avaliar as habilidades motoras.
Abstract: 
Keywords: Deficiência intelectual
Atividade Motora
Desenvolvimento
metadata.dc.subject.cnpq: Ciências da Saúde: Educacao Fisica
metadata.dc.language: pt_BR
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal do Amazonas
metadata.dc.publisher.initials: UFAM
metadata.dc.publisher.department: Faculdade de Educação Física e Fisioterapia
Faculdade de Educação Física e Fisioterapia
metadata.dc.publisher.program: PROGRAMA PIBIC 2013
metadata.dc.rights: Acesso Restrito
URI: http://riu.ufam.edu.br/handle/prefix/3998
Issue Date: 31-Jul-2014
Appears in Collections:Relatórios finais de Iniciação Científica

Files in This Item:
There are no files associated with this item.


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.