Please use this identifier to cite or link to this item: http://riu.ufam.edu.br/handle/prefix/4580
metadata.dc.type: Relatório de Pesquisa
Title: Prospecção química e inibição enzimática do óleo essencial, extrato bruto e frações de Piper callosum
metadata.dc.creator: Vanessa Farias dos Santos Ayres
metadata.dc.contributor.advisor1: Renata Takeara
metadata.dc.description.resumo: Há milhares de anos, o homem vem usando recursos da flora no tratamento de diversas patologias, como, óleos essenciais que são princípios ativos presentes em plantas aromáticas constituídos de uma mistura de substâncias voláteis e hidrofóbicas. Esses óleos são constituídos principalmente por terpenóides e fenilpropanóides, sendo suas propriedades antissépticas e refrescantes, rubefacientes, secretolítica, anti-inflamatória e anestésica local. Dentro dessa flora tão diversificada encontra-se a família Piperaceae representada pelos gêneros Verhuellia, Zippelia, Manekia, Piper e Peperomia. Esta família é muito importante como fonte de substancias com atividades farmacológicas, especialmente do gênero Piper, o mais estudado do ponto de vista químico. Outra grande importância do gênero Piper está baseada não somente na utilização de suas inúmeras espécies como plantas medicinais, mas também como fonte de matéria-prima para a indústria farmacêutica, de cosmético e de perfumarias. Dentre as inúmeras espécies, se destaca P. callosum, encontrada de forma cultivada nos jardins e quintais do Estado do Pará e do Amazonas. O seu óleo essencial contém safrol (64%), metil-eugenol (2,69%), α-pineno (6,9%). Estudos químicos mostraram presença de amidas, fenilpropanóides, cromonas, lignanas, neolignanas e alcalóides. O estudo da composição química de plantas da Região Amazônica é de grande importância, visto que esta região possui um grande potencial inexplorado. Muitas dessas plantas podem não ter sido submetidas a investigações químicas e/ou biológicas. Estudos realizados com plantas da América Latina mostraram potencial em inibir a enzima α- glucosidase. Extratos e substâncias obtidas de várias outras plantas demonstraram atividade inibitória para a enzima α- glucosidase e α-amilase. Tendo em vista a importância dos compostos voláteis e fixos presentes na espécie P. callosum nativa da região amazônica e do potencial farmacoló¬gico apresentado, o estudo com esta planta pode contribuir fornecendo subsídios para o desenvolvimento de novos medicamentos para diabetes. O objetivo deste projeto será avaliar o rendimento, perfil químico e inibição enzimática do extrato bruto, frações e óleo essencial de Piper callosum. A metodologia utilizada para este estudo consistirá na coleta do material botânico para a extração do óleo essencial por meio de aparelho de Clevenger e preparo de extrato bruto sob refluxo. Em seguida será realizado fracionamento do extrato bruto pelo processo de partição liquido-liquido utilizando solventes de polaridade crescente (hexano, clorofórmio, acetato de etila e butanol). O extrato seco será analisado através de ensaios cromáticos usuais utilizando-se os reagentes convencionais para detecção de cada classe química, assim como, ensaio de inibição das enzimas α-amilase e α-glucosidase. O óleo extraído será submetido à análise em CG-EM para análise dos seus constituintes químicos.
Abstract: 
Keywords: Piperaceae
amilase
glucosidase
metadata.dc.subject.cnpq: Ciências da Saúde: Farmacognosia
metadata.dc.language: pt_BR
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal do Amazonas
metadata.dc.publisher.initials: UFAM
metadata.dc.publisher.department: Instituto de Ciências Exatas e Tecnologia - Itacoatiara
metadata.dc.publisher.program: PROGRAMA PIBIC 2014
metadata.dc.rights: Acesso Restrito
URI: http://riu.ufam.edu.br/handle/prefix/4580
Issue Date: 31-Jul-2015
Appears in Collections:Relatórios finais de Iniciação Científica

Files in This Item:
There are no files associated with this item.


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.