Please use this identifier to cite or link to this item: http://riu.ufam.edu.br/handle/prefix/4584
metadata.dc.type: Relatório de Pesquisa
Title: Estudo químico e atividade inibitória de enzimas pelo extrato de cascas do caule de Bertholletia excelsa Bompl.
metadata.dc.creator: Elisângela Serrão Gonçalves
metadata.dc.contributor.advisor1: Anderson Cavalcante Guimarães
metadata.dc.description.resumo: O reino vegetal oferece inúmeras alternativas terapêuticas para o desenvolvimento de novos medicamentos. A espécie Bertholletia excelsa pertence à família Lecythidaceae que é composta por 25 gêneros e 400 espécies. Alguns trabalhos com estudos fitoquímicos demonstrando a presença de metabólitos secundários encontram-se descritos na literatura para esta família, assim como descrevem as atividades leishmanicida, antiinflamatória, antifúngica e inibição enzimática. Algumas doenças como hiperglicemia, diabetes mellitus do tipo 2, dislipidemia, obesidade e hipertensão arterial estão relacionadas com a atividade das enzimas α-amilase e α-glucosidase que estão envolvidas diretamente na degradação do amido e absorção intestinal de glicose, respectivamente. Assim, enzimas e receptores tem sido estudados para a busca de novos medicamentos baseados no mecanismo de inibição enzimática que poderão contribuir no tratamento de todas essas doenças. A espécie B. excelsa apresenta poucos trabalhos relacionando o estudo químico e biológico de cascas do caule, sendo a maioria voltados para o estudo da amêndoa. O presente trabalho tem como objetivo principal a análise da presença de metabólitos secundários e avaliação de atividade inibitória das enzimas α-amilase e α-glucosidase pelo extrato bruto e frações de cascas do caule de B. excelsa. As cascas secas e trituradas serão extraídas com etanol em aparelho de Soxhlet, e concentradas em evaporador rotatório. O extrato obtido será fracionado por partição liquido-liquido com solventes em ordem crescente de polaridade, tais como: hexano, acetato de etila, clorofórmio e butanol. O extrato e as frações após a concentração, terão seus rendimentos determinados e serão analisados por meio de prospecção em tubos de ensaio para a caracterização de compostos fenólicos, terpenos, saponinas e alcalóides utilizando reagentes convencionais específicos, bem como prospecção em placas cromatográficas de sílica gel para a confirmação da presença desses metabólitos. A análise de inibição enzimática será realizado para a α-amilase e α-glucosidase. Dessa forma, o potencial de produção de metabólitos secundários inibidores enzimáticos em B. excelsa, poderá contribuir substancialmente para apoiar os estudos quimiotaxonômicos da família, bem como para a descoberta de novas substâncias com possibilidades terapêuticas e aplicações tecnológicas, principalmente como fármacos e nutracêuticos.
Abstract: 
Keywords: Lecythidaceae
Castanheira
ensaios enzimáticos
metadata.dc.subject.cnpq: Ciências da Saúde: Farmacognosia
metadata.dc.language: pt_BR
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal do Amazonas
metadata.dc.publisher.initials: UFAM
metadata.dc.publisher.department: Instituto de Ciências Exatas e Tecnologia - Itacoatiara
metadata.dc.publisher.program: PROGRAMA PIBIC 2014
metadata.dc.rights: Acesso Restrito
URI: http://riu.ufam.edu.br/handle/prefix/4584
Issue Date: 31-Jul-2015
Appears in Collections:Relatórios finais de Iniciação Científica

Files in This Item:
There are no files associated with this item.


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.