Please use this identifier to cite or link to this item: http://riu.ufam.edu.br/handle/prefix/4832
metadata.dc.type: Relatório de Pesquisa
Title: Determinação de pesticidas por voltametria de onda quadrada em águas naturais da zona rural de Itacoatiara
metadata.dc.creator: Josenita de Oliveira Alves
metadata.dc.contributor.advisor1: Fabiana Maria Monteiro Paschoal
metadata.dc.description.resumo: A Vila do Engenho é uma pequena comunidade localizada na zona rural do município de Itacoatiara, Amazonas, na região Norte do Brasil (POLL et al, 2011). Ela se situa a 140 km da zona urbana de Itacoatiara pela rodovia AM-010 e seus limites são: ao Sul, com o Paraná da Eva; ao Norte, com a estrada do Novo Remanso e o Lago do Arumã; a Oeste, com a Comunidade Nossa Senhora do Perpétuo Socorro e a Leste, com a Comunidade São José (JESUS, 2009). A economia desse vilarejo está concentrada na agricultura, na pecuária e no comércio. Na agricultura o cultivo de abacaxi (Ananas comosus) é o mais expressivo, tornando o município de Itacoatiara muito importante para a economia regional (JESUS, 2009). A produção desse fruto no vilarejo abastece, atualmente, a capital do Amazonas, Manaus, e também o mercado regional de polpa para merenda escolar (POLL et al, 2011). De acordo com o Serviço Brasileiro de Apoio às micro e pequenas Empresas - SEBRAE (2009), esta atividade agrícola na região, que acabou virando uma atividade lucrativa, começou por dois motivos: necessidade financeira e facilidade no controle de pragas. Entretanto, mesmo diante da facilidade para controlar pragas não foi descartado o uso de defensivos agrícolas no vilarejo e assim, toda plantação é feita com os corretivos do solo e o processo de crescimento das plantas é frequentemente acompanhado por meio de aplicações de herbicidas e inseticidas (JESUS, 2009). Atualmente a variedade dos compostos que são usados como auxílio na busca por elevados níveis de produtividade na região é enorme, o que sugere a necessidade de um monitoramento constante de pesticidas nessa região, bem como a necessidade de implementar tecnologias que possam minimizar os impactos causados por essas substâncias químicas. Neste contexto, esse trabalho fará uso de técnicas voltamétricas que permitam determinar pesticidas em nível traço. As técnicas voltamétricas a serem empregadas são: voltametria cíclica e voltametria de onda quadrada. A primeira será utilizada para acompanhar os processos de oxirredução e a segunda para quantificar os pesticidas nas águas coletadas na região estudo.
Abstract: 
Keywords: eletrodo de bismuto, pesticida, voltametria de onda quadrada
metadata.dc.subject.cnpq: Ciências Exatas e da Terra: Quimica Analitica
metadata.dc.language: pt_BR
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal do Amazonas
metadata.dc.publisher.initials: UFAM
metadata.dc.publisher.department: Instituto de Ciências Exatas e Tecnologia - Itacoatiara
metadata.dc.publisher.program: PROGRAMA PIBIC 2014
metadata.dc.rights: Acesso Restrito
URI: http://riu.ufam.edu.br/handle/prefix/4832
Issue Date: 31-Jul-2015
Appears in Collections:Relatórios finais de Iniciação Científica

Files in This Item:
There are no files associated with this item.


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.