Please use this identifier to cite or link to this item: http://riu.ufam.edu.br/handle/prefix/4946
metadata.dc.type: Relatório de Pesquisa
Title: ESTUDO DO BANCO DE PLÂNTULAS DA REGENERAÇÃO NATURAL DE UMA FLORESTA MADURA NO MUNICÍPIO DO CAREIRO CASTANHO.
metadata.dc.creator: Maurício Sá da Silva
metadata.dc.contributor.advisor1: Rosana Barbosa de Castro Lopes
metadata.dc.description.resumo: O banco de plântulas faz parte dos mecanismos da regeneração natural que ocorre na floresta naturalmente, ele é responsável pelo estoque e na manutenção diante de uma intervenção natural ou antrópica. Desta forma, compreender a sua dinâmica será de grande importância na possibilidade de utilização do próprio potencial regenerativo da floresta, mediante o emprego de determinados tratamentos silviculturais e definir estratégias para a conservação e recuperação florestal de áreas degradadas e /ou alteradas. Neste sentido o estudo visa responder quais as espécies que compõem o banco de plântulas e quais suas características autoecológicas e, quais as espécies que predominam e o seu potencial para reflorestamentos da região. A Comunidade Bela Vista esta localizada no município do Careiro Castanho, AM254, Km 12 da Estrada de Autazes. Nesta comunidade predomina-se pequenas propriedades rurais as quais são desenvolvidas atividades de agricultura e pecuária em pequena escala. Dentre as problemáticas e necessidades dessa região destacam-se a presença de áreas de Preservação Permanente degradadas. Serão instaladas aleatoriamente em 1 ha de floresta madura (Reserva Legal), 100 parcelas de 2 m x 2 m para a amostragem dos indivíduos com altura igual ou maior que 30 cm e menor que 1 m, sendo realizada a contagem e identificação de indivíduos por espécie. Para identificação das plântulas da regeneração natural será consultado o identificador botânico e bibliografias especializadas além de preparação de exsicata e, as espécies não identificadas serão classificadas como morfoespécie . As espécies também serão classificadas nos grupos sucessionais pioneira, secundária e clímax (Lopes, 2012; Jesus et. al., 2009; Prata, 2007; Nappo, et. al., 2005; Dislich et. al., 2001). Os parâmetros fitossociológicos analisados serão Densidades absoluta (DA) e relativa (DR), Freqüências absoluta (FA) e relativa (FR), segundo Mueller-Dombois e Ellenberg (1974), índice de diversidade de Shannon (H ) e equabilidade (J ) de acordo com Pielou (1975), utilizando-se o software FITOPAC 2.1 (Shepherd, 2006).
Abstract: 
Keywords: Plântulas, Florestas, identifição
metadata.dc.subject.cnpq: Ciências Agrárias: Conservacao de Areas Silvestres
metadata.dc.language: pt_BR
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal do Amazonas
metadata.dc.publisher.initials: UFAM
metadata.dc.publisher.department: Ciências Florestais
Faculdade de Ciências Agrárias
metadata.dc.publisher.program: PROGRAMA PIBIC 2014
metadata.dc.rights: Acesso Restrito
URI: http://riu.ufam.edu.br/handle/prefix/4946
Issue Date: 31-Jul-2015
Appears in Collections:Relatórios finais de Iniciação Científica

Files in This Item:
There are no files associated with this item.


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.