Please use this identifier to cite or link to this item: http://riu.ufam.edu.br/handle/prefix/4997
metadata.dc.type: Relatório de Pesquisa
Title: Atividade antifúngica de extratos vegetais de Piper calosum sobre Colletotrichum gloesporioides
metadata.dc.creator: Edriely Souza Vilamil
metadata.dc.contributor.advisor1: Liane Cristine Rebouças Demosthenes
metadata.dc.description.resumo: A antracnose do pimentão é uma doença de grande ocorrência nos plantios comerciais de pimentão da região Amazônica. Trata-se de uma doença que compromete a qualidade dos frutos pela deformidade induzida pelos sintomas da doença resultando em prejuízos aos produtores desta hortaliça, principalmente nas regiões tropicais e subtropicais. Ultimamente a exploração da atividade de compostos secundários de plantas tem se tornado uma alternativa no controle de fitopatógenos com potencial ecológico para substituir o emprego de produtos sintéticos, por meio da utilização de subprodutos de plantas medicinais como extrato bruto e óleo essencial, uma vez que apresentam, em sua composição, substâncias com propriedades fungicidas e fungitóxicas. Para a realização desse estudo será feito o isolamento do patógeno a partir de frutos de pimentão exibindo sintomas típicos de antracnose, Após o crescimento do fungo, será feita a confirmação da espécie através da comparação das características morfológicas da colônia com características descritas em chaves de identificação. Os isolados serão preservados pelo método Castellani e em tubos de ensaio contendo BDA, para os estudos subsequentes. Será feita uma caracterização morfológica utilizando-se as culturas de C. gloesporioides em fase de esporulação onde será avaliada aparência do micélio, sendo a avaliação feita com base no aspecto, cor e septação das hifas. Para estudar o efeito de Piper calosum sobre o crescimento micelial de Colletotrichum gloesporioides, serão preparados extratos aquosos de Piper calosum nas concentrações de 25, 50, 75 e 100 µg mL-1. Como controle negativo, utilizou-se a testemunha (ausência de extrato) e fungicida procimidone, na concentração de 10 µg ml-1 do ingrediente ativo, como controle positivo.Para avaliação da eficácia dos tratamentos será mensurado o crescimento micelial das colônias fúngicas através de medições diárias do diâmetro das colônias em dois eixos ortogonais, utilizando uma régua milimetrada, iniciadas 24 horas após a incubação e encerradas 48 horas após o momento que as colônias fúngicas, do tratamento testemunha, atingirem toda a superfície do meio (chegando até a borda da placa) e posteriormente calculada uma média por placa. Os dados obtidos foram transformados em √x + 1, e submetidos à análise de variância com auxílio do programa SISVAR.
Abstract: 
Keywords: controle biológico
atividade antifúngica
antracnose
metadata.dc.subject.cnpq: Ciências Agrárias: Fitopatologia
metadata.dc.language: pt_BR
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal do Amazonas
metadata.dc.publisher.initials: UFAM
metadata.dc.publisher.department: Instituto de Ciências Exatas e Tecnologia - Itacoatiara
metadata.dc.publisher.program: PROGRAMA PIBIC 2015
metadata.dc.rights: Acesso Restrito
URI: http://riu.ufam.edu.br/handle/prefix/4997
Issue Date: 31-Jul-2016
Appears in Collections:Relatórios finais de Iniciação Científica

Files in This Item:
There are no files associated with this item.


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.