Please use this identifier to cite or link to this item: http://riu.ufam.edu.br/handle/prefix/5050
metadata.dc.type: Relatório de Pesquisa
Title: SCREENING DE ENZIMAS DE ORIGEM BACTERIANA DE IMPORTÂNCIA PARA BIOTECNOLOGIA
metadata.dc.creator: Laís de Souza Belém
metadata.dc.contributor.advisor1: Jean Charles da Cunha Peixoto
metadata.dc.description.resumo: As Terras Pretas de Índio provavelmente apresentem alguns bilhões de micro-organismos por grama de solo, representados por centenas de diferentes espécies. Entretanto, os estudos sobre a microbiologia desses solos ainda são muito escassos, apesar da importância dos micro-organismos na pedogênese e, certamente, na sustentabilidade dos ecossistemas relacionados. Será preparado o meio sólido Luria-Bertani meio LB, autoclavar a 1 ATM, por 15 minutos. Serão semeadas alíquotas de 0,1 mL para placas de meio LB, realizando o espalhamento com alça de drigalsky. As placas serão incubadas por 3 dias a 30ºC. No 3º dia de incubação, as colônias isoladas com características morfológicas diferentes, serão transferidas e semeadas por esgotamento, em placas contendo meio LB. As placas serão incubadas por 24 horas a 30ºC. As placas que apresentarem crescimento uniforme, sem contaminação, serão submetidas à análise de produção de enzimas. LIPASES (Triacilglicerol) A habilidade para degradar triglicerídeos será testada utilizando-se a trioleína (Sigma Chemical Co. MO. USA) e o corante fluorescente rodamina B (0.001% wt/vol) (Sigma). A atividade Positiva para lipase será medida pela presença de um halo fluorescente laranja em volta da colônia. PROTEASES O ensaio para testar a produção de proteases consiste na habilidade da bactéria em degradar a proteína do leite, caseína. As placas com as colônias serão incubadas à temperatura 35ºC, por até 24 h. A atividade positiva será medida pela presença de um halo claro em volta da colônia bacteriana. AMILASE serão preparadas placas de meio LB contendo gradiente de concentrações de amido de 10mg/ml; 20mg/ml; 30mg/ml; 50mg/ml; 70mg/ml; 90mg/ml e 100mg/ml. A produção de atividade amilolítica será confirmada pela visualização de halos indicando produção de amilase nas placas quando submetidas ao Iodo sublimado (vapores de Iodo). CELULASE O teste para verificar a produção da enzima celulase, pelos isolados bacterianos, consistirá em se adicionar a Carboximetilcelulose a 1% em meio LB 1/4, autoclavar a 0,5 atm durante 15 minutos. Semear as culturas puras das bactérias a serem testadas espalhar os micro-organismos e incubar 24 a 48h. Após crescimento, que deve ser feito em replica plate, inundar umas das placas com solução de vermelho congo 0,25%. As colônias puras serão submetidas a teste de identificação preliminar, utilizando-se o método de Gram conforme método usual. Com este estudo, há a expectativa de que o maior conhecimento do componente bacteriano, da microbiota existente em amostras de solo antrópico - TPI favoreça a prospecção de bactérias que expressem enzimas proteolíticas, lípolíticas, amilases e celulases que possam ser utilizadas futuramente em processos biotecnológicos.
Abstract: 
Keywords: diversidade bacteriana
enzimas
biotecnologia
metadata.dc.subject.cnpq: Ciências Biológicas: Microbiologia Aplicada
metadata.dc.language: pt_BR
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal do Amazonas
metadata.dc.publisher.initials: UFAM
metadata.dc.publisher.department: Parasitologia
Instituto de Ciências Biológicas
metadata.dc.publisher.program: PROGRAMA PIBIC 2015
metadata.dc.rights: Acesso Restrito
URI: http://riu.ufam.edu.br/handle/prefix/5050
Issue Date: 31-Jul-2016
Appears in Collections:Relatórios finais de Iniciação Científica

Files in This Item:
There are no files associated with this item.


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.