Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://riu.ufam.edu.br/handle/prefix/5068
Tipo de documento: Relatório de Pesquisa
Título: Efeito da melatonina sobre a agressividade de Aequidens pallidus (Pisces, Cichlidae)
Autor(a): Gabriele Conceição Bernardo
Orientador(a): Thais Billalba Carvalho
Resumo: A melatonina é um hormônio responsável pela transdução de informações ambientais, tais como a luminosidade. Em peixes, a esse hormônio tem efeito sobre a locomoção, a ingestão de alimentos, a pigmentação da pele, a osmorregulação, o metabolismo e o comportamento agressivo. Por outro lado, o aumento do fotoperíodo pode aumentar a frequência de encontros agonísticos, sendo este efeito mediado pela redução dos níveis de melatonina plasmática. O objetivo deste estudo será avaliar a influência da melatonina e do fotoperíodo sobre a agressividade de indivíduos de acará bandeira, Pterophyllum scalare. Para isso, será observado o perfil agressivo em duplas de machos submetidos a dois tratamentos: dia longo (16L:08D) e dia curto (08L:16D). Os animais serão medidos pesados, sexados e colocados em caixas de polietileno de 250 L por 20 dias de acordo com o fotoperíodo. Após esse período, os animais de cada tratamento serão separados em duas condições (n=8 /cada). Condição I: machos isolados por quatro dias; Condição II: machos isolados por três dias e no quarto dia submetidos a intrusão territorial de um outro macho por 60 minutos. Serão comparados a frequência de interação agonística e os níveis plasmáticos de melatonina entre os fotoperíodos. Em todos os experimentos serão realizadas coletas de sangue para as análises hormonais. A latência para os confrontos, a frequência da interação agonística e os níveis plasmáticos de melatonina entre os tratamentos serão comparados por teste t independente (teste paramétrico) ou por Mann-Whitney (teste não paramétrico). Será testada a correlação entre a interação agressiva e os níveis de melatonina. Avaliar o efeito de hormônios sobre o comportamento agonístico é de grande importância, pois permite o entendimento da modulação endócrina sobre o contexto social e, consequentemente, o desenvolvimento de técnicas aplicadas a sistemas de produção animal, visando o bem estar dos indivíduos e a diminuição da mortalidade. Os resultados obtidos fornecerão informações sobre o comportamento agressivo durante a estocagem de P. scalare em cativeiro.
Resumo em outro idioma: 
Palavras-chave: interação agressiva
hormônio
ciclídeo
Área de conhecimento - CNPQ: Ciências Biológicas: Comportamento Animal
Idioma: pt_BR
País de publicação: Brasil
Editor: Universidade Federal do Amazonas
Sigla da Instituição: UFAM
Faculdade, Instituto ou Departamento: Ciências Fisiológicas
Instituto de Ciências Biológicas
Nome do programa: PROGRAMA PIBIC 2015
Tipo de acesso: Acesso Restrito
URI: http://riu.ufam.edu.br/handle/prefix/5068
Data do documento: 31-jul-2016
Aparece nas coleções:Relatórios finais de Iniciação Científica

Arquivos associados a este item:
Não existem arquivos associados a este item.


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.