Please use this identifier to cite or link to this item: http://riu.ufam.edu.br/handle/prefix/5100
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisor1Spartaco Astolfi Filho
dc.creatorMarcelo Valente Pinto
dc.date.accessioned2017-05-29T18:30:52Z-
dc.date.available2017-05-29T18:30:52Z-
dc.date.issued2016-07-31
dc.identifier.urihttp://riu.ufam.edu.br/handle/prefix/5100-
dc.description.abstractpt_BR
dc.description.resumoA Amazônia é um dos maiores e principais biomas do planeta, mas que ao longo da ascensão do garimpo, para a extração do ouro, vem sofrendo com o aumento considerável dos níveis de mercúrio (Hg) em seus mananciais. Ao longo dos anos, varias formas de descontaminação já foram sugeridas, como formas químicas e por meios de filtração, mas em pesquisa, algumas, se mostraram insustentáveis ecologicamente ou dependentes de uma posterior remediação. Na natureza, existem bactérias que apresentam um conjunto de genes de resistência ao mercúrio denominado Operon mer (mer A, merB, merP, merT, etc.). Quando as proteínas codificadas por esses genes estão presente nas bactérias, atuam no metabolismo de mercúrio, reduzindo da sua forma Hg2+ mais tóxica para forma Hg0. Estes genes são regulados pela proteína MerR, que na presença de mercúrio permite a expressão dos genes do operon. Dessa forma o projeto objetiva a construção de um sistema de biorremediação para mercúrio tendo como inspiração o princípio de regulação do Operon mer. No presente trabalho, os genes do Operon mer serão construídos no plasmídio pSB1c3 e será adicionado a eles um promotor regulado por Hg, desenhado para forte expressão, e um terminador duplo. A bactéria hospedeira a ser utilizada será da linhagem de bactéria E.coli DH5α. E serão realizados testes com a bactéria recombinante a fim de avaliar a sua capacidade de biorremediação de mercúrio. Logo, se as bactérias com o complexo gênico apresentarem resultados positivos para redução de Hg no meio de cultura, este método se mostrará não só mais uma forma de remediação de Hg, mas uma maneira sustentável e eficiente de descontaminação.pt_BR
dc.description.sponsorshipCNPQpt_BR
dc.formatPDF
dc.languagept_BRpt_BR
dc.publisherUniversidade Federal do Amazonaspt_BR
dc.publisher.countryBrasilpt_BR
dc.publisher.departmentBiologiapt_BR
dc.publisher.departmentInstituto de Ciências Biológicaspt_BR
dc.publisher.programPROGRAMA PIBIC 2015pt_BR
dc.publisher.initialsUFAMpt_BR
dc.rightsAcesso Restritopt_BR
dc.subjectbiorremediação
dc.subjectmercúrio
dc.subjectOperon mer
dc.subject.cnpqCiências Biológicas: Biologia Molecularpt_BR
dc.titleConstrução Gênica Bacteriana para Biorremediação de Mercúriopt_BR
dc.typeRelatório de Pesquisapt_BR
dc.pibic.cursoBiotecnologiapt_BR
dc.pibic.tipobolsa
dc.pibic.nrprojetoPIB-B/0073/2015
dc.pibic.projetoConstrução Gênica Bacteriana para Biorremediação de Mercúrio
dc.pibic.dtinicio2015-08-01
dc.pibic.dtfim2016-07-31
dc.contributor.colaboradorCARLOS GUSTAVO NUNES DA SILVA
dc.contributor.Lattes
Appears in Collections:Relatórios finais de Iniciação Científica

Files in This Item:
There are no files associated with this item.


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.