Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://riu.ufam.edu.br/handle/prefix/5154
Tipo de documento: Relatório de Pesquisa
Título: Monitoramento do rio Amazonas utilizando imagens de satélite
metadata.dc.creator: Alan Lopes da Costa
metadata.dc.contributor.advisor1: Christiano Luna Arraes
Resumo: A bacia do rio Amazonas ocupa uma área total de aproximadamente 7.008.370 km2 abrangendo cerca de sete países, constituindo a mais extensa rede hidrográfica do globo terrestre. Durante as enchentes, os rios inundam suas áreas marginais chamada de planície de inundação, criando verdadeiras florestas inundadas. Essas inundações são sazonais, ou seja, acontece todo ano de forma periódica e ocorre em todos os lugares onde há enchentes periódicas, fato este característico desta região. O desenvolvimento de metodologias capazes de monitorar o comportamento hídrico dos pulsos de inundação tem sido constantemente estudado, as técnicas tradicionais de coleta de informação in situ são muitas das vezes limitadas pelo difícil acesso, elevado custo e principalmente pela logística. Sendo assim, o presente projeto tem como objetivo monitorar as cheias do rio Amazonas utilizando series temporais de 12 anos de imagens de satélite do sensor Modis/Terra. Para isso será necessário realizar aquisição, extração e reprojeção das imagens Modis/Terra, na sequencia converter seus valores de NDVI para as classes de interesse: 1) água livre; 2) vegetação inundável; 3) vegetação não inundável e 4) outros usos do solo. Com o objetivo de quantificar as quatro áreas de interesse serão realizados treinamentos visando o reconhecimento da assinatura espectral de cada uma das classes já predefinidas anteriormente. No caso das imagens NDVI serão os valores da luz refletida (reflectância) pelos diferentes alvos que compõem a cena da área de estudo, pois a água apresenta resposta espectral características de suas propriedades físicas e químicas, já para a vegetação e solo exposto o valor da refletância é maior que o da água, quando utilizamos comprimento de onda no vermelho e infravermelho próximo tornado possível distingue-la dos demais alvos. Após a classificação dos corpos d água serão realizadas visitas técnicas a campo para verificar a acurácia da classificação utilizando para isso GPS bem como os mapas resultantes deste processo.
Resumo em outro idioma: 
Palavras-chave: Monitoramento
Cheias
Imagens de satélite
Área de conhecimento - CNPQ: Ciências Exatas e da Terra: Sensoriamento Remoto
Idioma: pt_BR
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Editor: Universidade Federal do Amazonas
metadata.dc.publisher.initials: UFAM
metadata.dc.publisher.department: Instituto de Ciências Exatas e Tecnologia - Itacoatiara
metadata.dc.publisher.program: PROGRAMA PIBIC 2015
Tipo de acesso: Acesso Restrito
URI: http://riu.ufam.edu.br/handle/prefix/5154
Data do documento: 31-jul-2016
Aparece nas coleções:Relatórios finais de Iniciação Científica

Arquivos associados a este item:
Não existem arquivos associados a este item.


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.