Please use this identifier to cite or link to this item: http://riu.ufam.edu.br/handle/prefix/5330
metadata.dc.type: Relatório de Pesquisa
Title: Adesão dentinária: Estudo comparativo da emulsão à base de óleo de copaíba na microtração em dentina hígida e cariada
metadata.dc.creator: Alinne Lessa de Freitas
metadata.dc.contributor.advisor1: Maria Fulgência Costa Lima Bandeira
metadata.dc.description.resumo: A avaliação do uso da emulsão à base de óleo de copaíba a 10% como agente de limpeza cavitário através do teste de microtração se faz necessário, considerando suas propriedades biológicas e os resultados encontrados nos estudos em andamento, sugerindo ser um forte aliado em tratamentos restauradores com adesivos convencionais. Serão utilizados 30 dentes humanos hígidos onde serão divididos aleatoriamente em seis grupos cada um com n=10 e os dentes dos grupos G2, G4 e G6 sofrerão um processo de indução artificial de cárie para, posteriormente, ocorrer uma remoção de dentina infectada e os dentes dos grupos G1, G3 e G5 que são formados pelos dentes hígidos terão um desgaste adicional da dentina para que seja compensada a remoção do tecido cariado. O tratamento das superfícies de todos os grupos será padronizado havendo alternação apenas das soluções de limpeza entre cada grupo haverá formação subgrupos que receberão cada solução. A restauração desses dentes será feita por meio do sistema adesivo convencional aonde o agente adesivo será aplicado conforme o fabricante e fotopolimerizados por 10 segundos. O teste de microtração visará criar uma superfície de dentina coronária superficial/média e em seguida as superfícies serão cuidadosamente lixadas objetivando a padronização da smear layer e após a realização do procedimento de restauração adesiva cada grupo será submetido ao teste. O testes consistirá de secções corono-apicais paralelas de aproximadamente 1mm² e durante todo o processo as eventuais fraturas pré-matura serão consideradas como valor zero de adesão. Após o teste será realizada uma avaliação no microscópio óptico (OLYMPUS) para avaliação da fratura. As fraturas serão classificadas como Coesivas, Adesivas e Mistas. Os resutados obtidos expressos em Newton (N) serão transformados em MegaPascal (MPA) e depois será verificada a normalidade e a homogeneidade dos dados pelos testes de Kolmogorv-Smimov (p>0,05) e de Levene (p>0,05), respectivamente e os dados estatísticos adequados para análise da microtração terão nível de significância de p<0,05.
Abstract: 
Keywords: microtração, copaíba, agente de limpeza, dentina hígida, den
metadata.dc.subject.cnpq: Ciências da Saúde: Odontologia
metadata.dc.language: pt_BR
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal do Amazonas
metadata.dc.publisher.initials: UFAM
metadata.dc.publisher.department: Faculdade de Odontologia
Faculdade de Ciências da Saúde
metadata.dc.publisher.program: PROGRAMA PIBIC 2015
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
URI: http://riu.ufam.edu.br/handle/prefix/5330
Issue Date: 31-Jul-2016
Appears in Collections:Relatórios finais de Iniciação Científica

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
RELATÓRIO_FINAL_PIBIC_VERSÃO_FINAL.pdf511,41 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.