Please use this identifier to cite or link to this item: http://riu.ufam.edu.br/handle/prefix/1598
metadata.dc.type: Relatório de Pesquisa
Title: Aspectos clínico-laboratoriais e complicações da terapia transfusional em pacientes do Serviço de Clínica Médica do HUGV
metadata.dc.creator: Anderson da Paz Penha
metadata.dc.contributor.advisor1: José Fernando Marques Barcellos
metadata.dc.description.resumo: Ainda que o desenvolvimento de novos tratamentos em saúde venha apresentando expressivos progressos, não se encontrou como substituir efetivamente o sangue humano para fins terapêuticos. Entretanto, toda transfusão de sangue traz em si um risco, seja imediato ou tardio, devendo, portanto, ser criteriosamente indicada. O advento do vírus HIV e a pandemia da Síndrome da Imunodeficiência Adquirida (AIDS) obrigaram as autoridades públicas de saúde a implantar mecanismos de controle mais eficazes e permanentes nos serviços de coleta e transfusão de sangue, bem como em todos os processos relacionados na cadeia transfusional. A hemovigilância é um importante aspecto da medicina transfusional. Através de um sistema de hemovigilância, ações reguladoras são implementadas com o objetivo maior de garantir a segurança do ato transfusional. No Brasil, a RDC n.153/2004 normatiza as atividades de hemoterapia, estabelece regras e procedimentos que devem ser conhecidos e seguidos pelos profissionais envolvidos na cadeia transfusional, bem como o padrão de documentação relacionada a estes procedimentos. Não se conhece a prevalência/incidência real dos incidentes transfusionais, sejam eles inerentes à terapêutica, decorrentes de má indicação e uso dos produtos sangüíneos, ou de falhas no processo durante o ciclo do sangue. Exposto isso, foram formuladas para este estudo as seguintes perguntas: (1) As indicações de transfusão sanguínea e/ou de hemocomponentes em pacientes internados no Serviço de Clínica Médica do HUGV estão homogeneamente baseadas nas melhores evidências clínicas existentes? (2) Qual a prevalência de reações transfusionais nesta população? Com o objetivo de caracterizar os aspectos clínicos e laboratoriais de pacientes submetidos à terapia transfusional com sangue e/ou outros hemocomponentes. Propõe-se um estudo descritivo, de cunho prospectivo, com abordagem quantitativa e caráter transversal não-controlado. Enfermarias do Serviço de Clínica Médica do Hospital Universitário Getúlio Vargas no período de Setembro de 2008 a Maio de 2009. Realizar-se-á a coleta de dados em conformidade com a rotina de solicitação, dispensação e transfusão da bolsa de hemocomponentes. Os pacientes serão informados dos propósitos da pesquisa, momento em que será entregue o Termo de Consentimento Livre e Esclarecido ou TCLE e convidados a participar da pesquisa. Os pacientes também serão entrevistados entre 24 e 72 horas após a administração do hemocomponente para identificação de complicações pós-transfusionais. Os dados serão tabulados, armazenados e sofrerão análise estatística descritiva através do software específico. Os resultados obtidos serão organizados e apresentados na forma gráficos, tabelas, quadros, fluxogramas e algoritmos.
Keywords: Hemovigilância
Terapia Transfusional
metadata.dc.subject.cnpq: CIÊNCIAS DA SAÚDE: MEDICINA
metadata.dc.language: pt_BR
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal do Amazonas
metadata.dc.publisher.initials: UFAM
metadata.dc.publisher.department: Ciências Morfológica
Instituto de Ciências Biológicas
metadata.dc.publisher.program: Programa PIBIC 2008
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
URI: http://riu.ufam.edu.br/handle/prefix/1598
Issue Date: 25-Jul-2009
Appears in Collections:Relatórios finais de Iniciação Científica

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Anderson da Paz Penha - Aspectos.pdf1,29 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.