Please use this identifier to cite or link to this item: http://riu.ufam.edu.br/handle/prefix/2206
metadata.dc.type: Relatório de Pesquisa
Title: Prospecção de flavonóides inibidores enzimáticos em espécies de Protium da Amazônia brasileira
metadata.dc.creator: Emmanuelle Moraes Ribeiro
metadata.dc.contributor.advisor1: Anderson Cavalcante Guimarães
metadata.dc.description.resumo: Os flavonóides são substâncias geralmente coloridas, responsáveis pelas cores de flores, frutos e sementes. São constituintes importantes da dieta humana, presentes em chás e vinhos. São reconhecidos por apresentarem atividades biológicas importantes, tais como, as atividades: antioxidantes e inibidores de enzimas. A família Burseraceae é largamente distribuída nas regiões tropicais e subtropicais. Protium é o principal representante sul-americano de Burseraceae e as folhas de algumas espécies de são utilizadas na medicina popular. A presença de fenólicos na família é insuficientemente descrita. Ensaios com atividades enzimáticas com extratos de plantas têm sido demonstrado, em literaturas. Destacam-se as atividades antioxidante, inibidora de tirosinase e acetilcolinesterase. O consumo de substâncias antioxidantes tem sido relacionado com a inibição do câncer e proteção do sistema imunológico. Produtos têm sido gerados a partir de substâncias antioxidantes, como as isoflavonas da soja. A melanina é o pigmento natural e possui a propriedade de absorver a da radiação solar, protegendo a pele. A sua produção é regulada pela enzima tirosinase. Várias doenças estão relacionadas à tirosinase tais como, o melanoma, albinismo e vitiligo. Estudos têm enfocado a inibição da tirosinase, com o objetivo de encontrar agentes de branqueamento. A demência está ligada ao fenômeno de envelhecimento cerebral que acomete os idosos. A doença de Alzheimer está associada com deficiência de neurotransmissores cerebrais, como a acetilcolina, a noradrenalina e a serotonina. O tratamento atual para essa doença progressiva preconiza o uso de inibidores de acetilcolinesterase. O uso de medicamentos complementares, como extratos de plantas, em terapia para doenças do cérebro, vem sendo investigado. O potencial para a produção de flavonóides em espécies de Protium poderia contribuir para os estudos das burseráceas, bem como para a descoberta de novas substâncias com possibilidades terapêuticas e aplicações tecnológicas.
Abstract: 
Keywords: Protium
inibição enzimática
flavonóides
metadata.dc.subject.cnpq: Ciências da Saúde: Farmacognosia
metadata.dc.language: pt_BR
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal do Amazonas
metadata.dc.publisher.initials: UFAM
metadata.dc.publisher.department: Instituto de Ciências Exatas e Tecnologia - Itacoatiara
metadata.dc.publisher.program: PROGRAMA PIBIC 2010
metadata.dc.rights: Acesso Restrito
URI: http://riu.ufam.edu.br/handle/prefix/2206
Issue Date: 1-Jul-2011
Appears in Collections:Relatórios finais de Iniciação Científica

Files in This Item:
There are no files associated with this item.


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.