Please use this identifier to cite or link to this item: http://riu.ufam.edu.br/handle/prefix/2627
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisor1Afonso Duarte Leão de Souza-
dc.creatorLiviane do Nascimento Soares-
dc.date.accessioned2016-09-23T15:20:32Z-
dc.date.available2016-09-23T15:20:32Z-
dc.date.issued2012-07-31-
dc.identifier.urihttp://riu.ufam.edu.br/handle/prefix/2627-
dc.description.resumoDentro de toda a riqueza de componentes da biodiversidade podem estar guardados uma gama de novos produtos de importância econômica, tais como: alimentos, fitoterápicos, cosméticos, plásticos, corantes, antibióticos e outros, originados dos recursos genéticos dessa biodiversidade (Newman e Cragg, 2007). Neste sentido, o Brasil é considerado detentor de uma megadiversidade de 20% da existente no mundo, e de acordo com a Avaliação dos Recursos Florestais da Organização para Alimentos e Agricultura das Nações Unidas, o Brasil possui cerca de 41% de todas as florestas restantes, classificadas como floresta pluvial tropical (Fearnside, 2003). Ao longo dos anos a biodiversidade amazônica tem sido explorada de forma não sustentável, o que tem ocasionado uma diminuição considerável na quantidade de espécies que formam a floresta amazônica. A substituição do plástico produzido através do petróleo tem se tornado preocupação mundial desde quando se percebeu que o tempo que este produto precisa para se degradar no meio ambiente é excessivamente elevado, trazendo danos à natureza por se tratar de um poluente que permanece intacto por vários anos, alterando o equilíbrio ecológico. Polihidroxialcanoatos (PHAs) são uma classe de polímeros naturais sintetizados por bactérias, possuem propriedades termoplásticas, são biocompatíveis e biodegradáveis. Servem como reservas de energia e carbono e são armazenados no interior das células em grande quantidade sem alterar sua pressão osmótica. Os microrganismos capazes de armazenar PHAs são bactérias tanto Gram positivas quanto Gram negativas que podem estar presentes na água, no solo ou serem bactérias endofíticas. Os PHAs tem como matéria para sua biossíntese produtos renováveis como o melaço obtido a partir do açúcar de beterraba ou de cana-de-açúcar e óleos vegetais. Neste contexto este projeto tem como objetivo estudar o perfil químico de PHAs produzidos por bactérias endofíticas amazônicas por espectrometria de massas.pt_BR
dc.description.sponsorshipCNPQpt_BR
dc.formatPDF-
dc.languagept_BRpt_BR
dc.publisherUniversidade Federal do Amazonaspt_BR
dc.publisher.countryBrasilpt_BR
dc.publisher.departmentQuímicapt_BR
dc.publisher.departmentInstituto de Ciências Exataspt_BR
dc.publisher.programPROGRAMA PIBIC 2011pt_BR
dc.publisher.initialsUFAMpt_BR
dc.rightsAcesso Restritopt_BR
dc.subjectBactérias endofíticas-
dc.subjectPHA'spor
dc.subjectEspectrometria de Massaspor
dc.subject.cnpqCIÊNCIAS EXATAS E DA TERRA: QUÍMICA DOS PRODUTOS NATURAISpt_BR
dc.titleEstudo de polihidroxialcanoatos de bactérias endofíticas amazônicas por espectrometria de massaspt_BR
dc.typeRelatório de Pesquisapt_BR
dc.pibic.cursoQuímica - Bachareladopt_BR
dc.pibic.nrprojetoPIB-E/0162/2011-
dc.pibic.projetoEstudo de polihidroxialcanoatos de bactérias endofíticas amazônicas por espectrometria de massas-
dc.pibic.dtinicio2011-08-01-
dc.pibic.dtfim2012-07-31-
dc.contributor.colaboradorCássia Cunha Lima-
dc.contributor.colaboradorAntonia Queiroz Lima de Souza-
Appears in Collections:Relatórios finais de Iniciação Científica

Files in This Item:
There are no files associated with this item.


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.