Please use this identifier to cite or link to this item: http://riu.ufam.edu.br/handle/prefix/2867
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisor1Ivan Tramujas da Costa e Silva-
dc.creatorJuliane Taynah dos Santos Souza-
dc.date.accessioned2016-09-23T15:23:33Z-
dc.date.available2016-09-23T15:23:33Z-
dc.date.issued2012-07-31-
dc.identifier.urihttp://riu.ufam.edu.br/handle/prefix/2867-
dc.description.resumoA colposcopia anal, ou anoscopia com magnificação de imagem (AMI), é exame que possui indicação para ser realizado diante de qualquer resultado anormal da citologia anal oncótica (Papanicolaou anal, ou pap-a), sendo mais empregado em pacientes pertencentes a grupos de risco para o desenvolvimento do câncer anal. É, contudo, exame pouco realizado na prática clínica proctológica diária e reconhecidamente de interpretação mais difícil que a colposcopia cervical, exame amplamente difundido na detecção precoce do câncer cervical. Apesar de ser exame considerado mais sensível do que o pap-a, não existe, na literatura consultada, estudos que avaliem o grau de concordância diagnóstica interobservadores da AMI, baseando-se a maioria dos estudos existentes a respeito da técnica, na avaliação diagnóstica de observadores individuais. Já foi demonstrado que nem todos os critérios diagnósticos observados na colposcopia cervical podem ser refletidos para a AMI, e, mesmo nela (colposcopia cervical), os inúmeros critérios diagnósticos de lesão pré-maligna comprometem a precisão do exame quando interpretado por mais de um observador. Para simplificar, uniformizar e tornar o diagnóstico colposcópico reproduzível foram propostos, por um grupo sueco capitaneado por Strander (2005), 5 critérios diagnósticos diferenciadores de lesões de baixo e de alto grau para malignidade no colo do útero. Tais critérios foram testados por um estudo que atestou sua efetividade em manter a concordância diagnóstica interobservadores mesmo em casos de colposcopistas inexperientes. Por não existir estudo igual, na literatura consultada, a respeito da AMI, o presente trabalho pretende avaliar a concordância diagnóstica da colposcopia anal entre dois observadores na detecção de lesões precursoras do câncer anal em pacientes pertencentes a grupos de risco, utilizando os critérios diagnósticos simplificados da colposcopia cervical. Serão estudados 70 pacientes pertencentes a grupos de risco para o câncer anal. Todos, após consentimento formal, serão submetidos à AMI após aplicação, no canal anal, de ácido acético a 3% e solução de lugol forte. Os achados colposcópicos de presença ou não de acetobranqueamento, das características do contorno e superfície de lesões, do tamanho de lesões, de sua resposta à aplicação de iodo e dos aspectos vasculares das lesões serão registradas por dois observadores independentes. A concordância diagnóstica interobservadores será calculada pelo coeficiente Kappa. Pretende-se com este estudo verificar se os critérios diagnósticos suecos podem ser aplicados, com efetividade, à colposcopia anal.pt_BR
dc.description.sponsorshipFAPEAMpt_BR
dc.formatPDF-
dc.languagept_BRpt_BR
dc.publisherUniversidade Federal do Amazonaspt_BR
dc.publisher.countryBrasilpt_BR
dc.publisher.departmentClínica Cirúrgicapt_BR
dc.publisher.departmentFaculdade de Ciências da Saúdept_BR
dc.publisher.programPROGRAMA PIBIC 2011pt_BR
dc.publisher.initialsUFAMpt_BR
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.subjectColposcopia-
dc.subjectLesões Pré-cancerosas-
dc.subjectNeoplasias do ânus-
dc.subject.cnpqCIÊNCIAS DA SAÚDE: CIRURGIApt_BR
dc.titleVariabilidade interobservadores no diagnóstico de lesões precursoras do câncer anal por meio da colposcopia analpt_BR
dc.typeRelatório de Pesquisapt_BR
dc.pibic.cursoMedicinapt_BR
dc.pibic.nrprojetoPIB-S/0028/2011-
dc.pibic.projetoVariabilidade interobservadores no diagnóstico de lesões precursoras do câncer anal por meio da colposcopia anal-
dc.pibic.dtinicio2011-08-01-
dc.pibic.dtfim2012-07-31-
Appears in Collections:Relatórios finais de Iniciação Científica

Files in This Item:
File SizeFormat 
Relatorio_Final_PIB-S-0028_2011.pdf2,04 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.