Please use this identifier to cite or link to this item: http://riu.ufam.edu.br/handle/prefix/3464
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisor1Leandro de Moura Martins-
dc.creatorVerônica Pereira de Lima Bertocco-
dc.date.accessioned2016-09-23T15:35:49Z-
dc.date.available2016-09-23T15:35:49Z-
dc.date.issued2013-07-31-
dc.identifier.urihttp://riu.ufam.edu.br/handle/prefix/3464-
dc.description.resumoEstudos evidenciam considerável redução na força de união das restaurações quando o procedimento adesivo é feito imediatamente após o clareamento. Essa redução da resistência de união é justificada principalmente pela presença de oxigênio residual resultante do clareamento. Para minimizar o intervalo de espera para restauração propôs-se o tratamento dos dentes clareados com agentes antioxidantes, que agem na remoção do oxigênio residual da estrutura dental. O objetivo deste estudo in vitro é avaliar o ascorbato de sódio a 10% na resistência de união do esmalte bovino com a resina composta, após o emprego do clareamento dental com peróxido de hidrogênio a 35%. Para o estudo serão selecionados 40 incisivos bovinos, aleatoriamente divididos em quatro grupos (n=10) experimentais: Grupo 1 (G1-controle) dentes com restauração com resina composta sem clareamento prévio; Grupo 2 (G2) dentes clareados e restaurados com resina composta imediatamente; Grupo 3 (G3) dentes clareados e restaurados com resina composta após 14 dias e Grupo 4 (G4) dentes clareados, seguido da aplicação do gel de ascorbato de sódio a 10% sobre a superfície preparada do dente durante 30 minutos e restaurados com resina composta. Após as restaurações os espécimes serão seccionados em série, longitudinalmente nos sentidos mésio-distal e vestíbulo-lingual, originando palitos de resina-adesivo-esmalte de área de 1 mm². Cada palito será fixado ao dispositivo de micro-tração e será submetido à força de tração em uma máquina de ensaios universal na velocidade de 0,5 mm/min até ocorrência de ruptura de união, obtendo os valores de resistência adesiva. Após os testes, as amostras serão avaliadas quanto ao tipo de fratura: Coesivas se a linha de fratura estiver exclusivamente no substrato de dentina ou cimento; Adesivas se a linha de fratura ocorrer exclusivamente na interface adesiva; Mista se a linha de fratura apresentar mais de um substrato. Ao final obter-se-á o percentural de fraturas de cada grupo. Será verificado se os dados tem distribuição normal e se são homogêneos, e então será aplicado o teste estatístico mais adequado aos resultados, considerando os fatores sob estudo. O nível de significância adotado em todos os testes será de 5%.pt_BR
dc.description.sponsorshipCNPQpt_BR
dc.formatPDF-
dc.languagept_BRpt_BR
dc.publisherUniversidade Federal do Amazonaspt_BR
dc.publisher.countryBrasilpt_BR
dc.publisher.departmentFaculdade de Odontologiapt_BR
dc.publisher.departmentFaculdade de Ciências da Saúdept_BR
dc.publisher.programPROGRAMA PIBIC 2012pt_BR
dc.publisher.initialsUFAMpt_BR
dc.rightsAcesso Restritopt_BR
dc.subjectResistência à Tração-
dc.subjectClareamento Dental-
dc.subjectAntioxidantes-
dc.subject.cnpqCIÊNCIAS DA SAÚDE: ODONTOLOGIApt_BR
dc.titleEfeito de um antioxidante na resistência adesiva de dentes clareadospt_BR
dc.typeRelatório de Pesquisapt_BR
dc.pibic.cursoOdontologiapt_BR
dc.pibic.nrprojetoPIB-S/0028/2012-
dc.pibic.projetoEfeito de um antioxidante na resistência adesiva de dentes clareados-
dc.pibic.dtinicio2012-08-01-
dc.pibic.dtfim2013-07-31-
dc.contributor.colaboradorLuciana Mendonça da Silva-
Appears in Collections:Relatórios finais de Iniciação Científica - Ciências da Saúde

Files in This Item:
There are no files associated with this item.


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.