Please use this identifier to cite or link to this item: http://riu.ufam.edu.br/handle/prefix/4830
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisor1Margarida Carmo de Souza-
dc.creatorFagnaldo Braga Pontes-
dc.date.accessioned2016-09-23T15:54:53Z-
dc.date.available2016-09-23T15:54:53Z-
dc.date.issued2015-07-31-
dc.identifier.urihttp://riu.ufam.edu.br/handle/prefix/4830-
dc.description.resumoO petróleo, o carvão e o gás natural são fontes da maior parte de toda a energia consumida no mundo. Entretanto, não são renováveis e possuem previsão de esgotamento em um futuro próximo. Além disso, esses combustíveis afetam o meio ambiente de forma agressiva, pois são muito poluidores, o que faz a população mundial buscar soluções para tais problemas . Neste sentido, o biodiesel surgiu como uma alternativa promissora aos combustíveis derivados do petróleo. A reação química que efetivamente está relacionada à transformação de óleos ou gorduras de origem vegetal ou animal, com álcoois de cadeia curta em biodiesel é conhecida como reação de transesterificação, esta ocorre na presença de catalisadores e tem sido largamente utilizada para diminuição da viscosidade dos triglicerídeos, melhorando as propriedades físicas dos combustíveis para o motor a diesel, assim ésteres etílicos ou metílicos de ácidos graxos, conhecidos como biodiesel pode ser usado como combustíveis alternativos para os motores a diesel.Os biocombustíveis são tidos como ecologicamente favoráveis, pois liberam 50% menos material particulado e 98% menos enxofre, além de serem biodegradáveis e não tóxicos. No Brasil, os parâmetros de qualidade do biodiesel encontram-se pré-fixados pela Portaria No. 255 da ANP. As discussões sobre biodiesel, no Brasil, têm priorizado as oleaginosas que venham a gerar maior emprego de mão-de-obra e que possam estar incluindo regiões que estão à margem do processo de desenvolvimento econômico. Várias oleaginosas com potenciais produtivos e rendimentos aceitáveis para produção de biodiesel vêm sendo estudadas. Nesses estudos têm sido avaliadas as potencialidades bioenergéticas de cada região, a fim de que a produção de biodiesel possa cumprir uma das suas funções sociais que é gerar emprego e renda no campo. No Amazonas, uma das oleaginosas com potencial para produção de biodiesel é o inajá. Os frutos apresentam alto teor de óleo, e indicam que esta palmeira tem grande potencial para ser usada como fonte de matéria-prima para a extração comercial de óleo para uso na síntese de biodiesel. Sabendo-se da necessidade de criar alternativas que minimizem os impactos gerados pelo uso de combustíveis derivados do petróleo e dada às características favoráveis de disponibilidade do inajá na região do Amazonas, é proposto nesse trabalho à produção de biodiesel a partir da extração do óleo das amêndoas do inajá.pt_BR
dc.description.sponsorshipFAPEAMpt_BR
dc.formatPDF-
dc.languagept_BRpt_BR
dc.publisherUniversidade Federal do Amazonaspt_BR
dc.publisher.countryBrasilpt_BR
dc.publisher.departmentInstituto de Ciências Exatas e Tecnologia - Itacoatiarapt_BR
dc.publisher.programPROGRAMA PIBIC 2014pt_BR
dc.publisher.initialsUFAMpt_BR
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.subjectPlantas oleaginiosas-
dc.subjectInajápor
dc.subjectBiodieselpor
dc.subject.cnpqCIÊNCIAS EXATAS E DA TERRA: QUÍMICA ANALÍTICApt_BR
dc.titleProdução e análise de alguns parâmetros físico-químicos do biodiesel obtido do óleo de Inajápt_BR
dc.typeRelatório de Pesquisapt_BR
dc.pibic.cursoQuímica Industrialpt_BR
dc.pibic.nrprojetoPIB-E/0168/2014-
dc.pibic.projetoProdução e análise de alguns parâmetros físico-químicos do biodiesel obtido do óleo de Inajá-
dc.pibic.dtinicio2014-08-01-
dc.pibic.dtfim2015-07-31-
Appears in Collections:Relatórios finais de Iniciação Científica

Files in This Item:
File SizeFormat 
PIB-E-0168-2014.FAGNALDO.pdf581,7 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.