Please use this identifier to cite or link to this item: http://riu.ufam.edu.br/handle/prefix/5873
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisor1Nogueira, Juvan Reis-
dc.contributor.advisor1Latteshttp://lattes.cnpq.br/3807341628458924pt_BR
dc.contributor.referee1Costa, Ciderjânio Farling Salvador da-
dc.contributor.referee1Latteshttp://lattes.cnpq.br/8976362978728660pt_BR
dc.contributor.referee2Souza, Francisco Olímpio de-
dc.contributor.referee2Latteshttp://lattes.cnpq.br/9903571309784898pt_BR
dc.creatorAiambo, Eric Assis-
dc.creator.Lattes*pt_BR
dc.date.accessioned2021-07-05T18:09:14Z-
dc.date.available2021-07-05-
dc.date.available2021-07-05T18:09:14Z-
dc.identifier.urihttp://riu.ufam.edu.br/handle/prefix/5873-
dc.description.abstractLa gran diversidad de artesanías en Brasil representadas por cestería, collares, cerámica y adornos corporales, juegan un papel importante en el desarrollo de este arte. En el caso de Benjamin Constant, este tipo de actividad puede convertirse en un factor en el desarrollo de las comunidades indígenas, siempre que su potencial productivo y comercial se aproveche y fomente adecuadamente. Ante esto, este documento tuvo como objetivo analizar el impacto socioeconómico de la producción artesanal indígena en las comunidades indígenas Porto Cordeirinho y Bom Caminho, ubicadas en la zona rural en el municipio de Benjamin Constant en el estado de Amazonas. Con este fin, buscamos identificar cambios socioeconómicos a través de las actividades artesanales que ocurrieron en la vida diaria de los artesanos asociados; identificar los desafíos de la actividad artesanal de los miembros; conocer el nivel de satisfacción de los artesanos asociados con la producción de artesanías; Conozca las principales instituciones que los apoyan para el desarrollo del proyecto artesanal. Se observó que la actividad artesanal en las comunidades indígenas de Benjamin Constant tiene una relevancia socioeconómica, reconocida por la comunidad, pero no valorada adecuadamente y asistida por las instituciones asociadas.pt_BR
dc.description.resumoA grande diversidade de artesanato no Brasil representado pelas cestarias, colares, cerâmicas e adornos para o corpo, possuem papel importante no desenvolvimento dessa arte. No caso de Benjamin Constant, este tipo de atividade pode se tornar um fator de desenvolvimento das comunidades indígenas, desde que sua potencialidade produtiva e comercial seja devidamente aproveitada e incentivada. Desta forma, este trabalho analisou o impacto socioeconômico da Produção de Artesanatos Indígena, nas Comunidades Indígenas de Porto Cordeirinho e de Bom Caminho, localizadas na Zona Rural no Município de Benjamin Constant no Estado do Amazonas. Para tanto, buscou-se identificar as mudanças socioeconômicas através das atividades artesanais ocorridos no dia-a-dia dos artesãos associados; identificar os desafios da atividade artesanal dos associados; conhecer o nível de satisfação dos artesãos associados com a produção de artesanato; conhecer as principais instituições que lhes oferece o apoio para o desenvolvimento do projeto de artesanato. Observou-se que a atividade artesanal nas comunidades indígenas de Benjamin Constant possuem uma relevância socioeconômica, reconhecida pelos comunitário, contudo não devidamente valorizada e assistida pelas instituições parceiras.pt_BR
dc.languageporpt_BR
dc.publisher.countryBrasilpt_BR
dc.publisher.departmentInstituto de Natureza e Cultura - INCpt_BR
dc.relation.referencesANDRADE, Maria Margarida de. Introdução a metodologia do trabalho cientifico. 2 ed. São Paulo: ed. Atlas, 1997. 140 p. BAKER, Michael J. Administração de marketing. Rio de Janeiro: Elsevier, 2005. BALLESTERO-ALVAREZ, M. E. Organização, sistema e métodos. São Paulo: Mcgraw-Hill, 1990. BARROSO, Eduardo. O que é Artesanato? Curso de Artesanato Módulo 1. São Paulo, 2007. Disponível em <http: www.eduardobarroso.com.br-a>. Acesso em 15/05/2016. BORGES, Leandro. O que são os 4 Ps do Marketing, Mix de Marketing ou Composto de Marketing. 2013. Disponível em: < https://blog.luz.vc/o-que-e/4-ps-do-marketingmix-de-marketing-ou-composto-de-marketing/>. Acesso em: 21/03/2018. CHIAVENATO, Idalberto. Introdução à Teoria Geral da Administração. 3 ed. São Paulo: Mc Graw-Hill, 1983. CHURCHILL, A. Gilbert, PETER. J. Paul. Marketing: criando valor para os clientes. 2ª. Ed. São Paulo: Saraiva. 2000. COCCO, G.; GALVÃO.A.P. Sobre a 'tropicalização' do desenvolvimento local: algumas reflexões a respeito do modelo italiano. In: SILVEIRA, C.M, & COSTA REIS, L. Desenvolvimento local – dinâmicas e estratégias. Rio de Janeiro, 2001. DEFENDER. Defesa civil do patrimônio Histórico. Artesanato uma fonte sustentável de renda. 2009. Disponível em <http:// defender.org.br /noticias/nacional/artesanatouma-fonte-sustentavel-de-renda/?print=print>. Acesso em 15/05/2016. D` AVILA, J. S. O artesão tradicional e seu papel na sociedade contemporânea. In RIBEIRO, B. (Org). O artesão tradicional e seu papel na sociedade contemporânea; FUNARTE. Rio de Janeiro, 1984. FERRAZ, J.C., CROCCO, M. & ELIAS, L. A. Liberalização Econômica e Desenvolvimento. Futura. São Paulo, 2003.FILGUEIRAS, A.P.A.. Aspectos socioeconômicos do artesanato em comunidades rurais no Ceará- O Bordado de Itapajé-CE. (Dissertação de Mestrado em Economia Rural). Fortaleza: UFC/CCA, 2005, 130f. FLEURY, C.A.. Renda de Bilros, renda da terra, renda do Ceará: a expansão artística de um povo. São Paulo: Annablume, Fortaleza: Secult, 2002 GAITHER, N.; FRAZIER, G. Administração da Produção e Operações. 8 ed. São Paulo: Thomson Learning, 2002 HOTLLER, .P, Marketing Management: Analysis, Planning, Implementation, and Control. New Prentice-Hall 1991. http://www.sebrae.com.br/sites/PortalSebrae/segmentos/artesanato/como-o-sebraeatua-no-segmento-de-artesanato,https://artesanatoindigena.com/artesanatoindigena-do-amazonas/ ILLUSTRATUS. História do artesanato. Porto Alegre: s/n, 2010. Disponível em: < http://blogillustratus. Blogspot.com.br/2010/04/história-do-artesanato.html>. Acesso em: 20 mar. 2012. IGNARRA, Luiz Renato. Fundamentos do Turismo. 1. ed. São Paulo, >Editora Pioneira, 1999. KARNOPP, Érica. Tendências de desenvolvimento da agricultura familiar: uma análise, regional. RDE- Revista de Desenvolvimento Econômico, v. 14, n. 26, 2012 KOTLER, Philip. Administração de marketing: análise, planejamento, implementação e controle. São Paulo: Atlas, 2006. KOTLER, Philip; KELLER, Kevin Lane. Administração de marketing. São Paulo: Pretence Hall, 1999 KOTLER, P. Administração de Marketing: análise, planejamento, implementação e controle. 5 ed. São Paulo: Atlas, 1998. LAS CASAS, Alexandre Luzzi. Marketing de Varejo. 4. Ed. São Paulo: Atlas, 2006.LEAL, Joice Joppert. Um olhar sobre o design brasileiro. São Paulo: Joice Joppert Leal, 2002. LODY, Raul Giovanni. Artesanato brasileiro: Tecelagem. Rio de Janeiro: FUNARTE, 1983 LIMA, Agnaldo. Gestão de marketing direito: da conquista ao relacionamento com o cliente. São Paulo: Atlas, 2006. 193p. MARCONI, Marina de Andrade et al. Técnicas de pesquisa. São Paulo: Atlas, 2 MARTINELLI, D. & JOYAL, A. Desenvolvimento local e o papel das pequenas e médias empresas. Barueri: Manole, 2004. 314 p.009. MALERONKA, Wanda. Fazer roupa virou moda: um figurino de ocupação da mulher(São Paulo 1920-1951). São Paulo: Editora Senac, 2007. MARTINS, Petrônio Garcia; AL, Paulo Renato Campos Administração de materiais. São Paulo: Saraiva, 200I. MESQUITA, Renato. Os 4P’s do Marketing no seu negócio. 2018. Disponivel em < https://saiadolugar.com.br/4-ps-do-marketing/>. Acesso em: 22/03/2018. MINISTÉRIO DO TURISMO: Turismo investe R$ 57 milhões em centros artesanato. 2013.Disponívelemhttp://www.turismo.gov.br/turimo/noticias/todas_noticias/2013121 8-1.html.Acesso em: 05/05/2015. MOREIRA, D. A. Administração da Produção e operações. 5 ed. São Paulo: Pioneira,2000. MOREIRA, Daniel A. Administração da Produção e Operações. São Paulo: Pioneira, 5ª ed., 2000. PEREIRA, Carlos José da Costa. Artesanatos-definições, evoluções-ações do MtbPNA. Brasília, Mtb,1979. PERROT, Michelle , Minhas histórias sobre as mulheres. São Paulo: Contexto, 2007. GARCÍA CANCLINE, Nestor, A produção artesanal como um uma necessidade do capitalismo. In: GARCÍA CANCLINE, Nestor. As culturas populares no capitalismo. São Paulo: 1983. OLIVEIRA, C.D. As relações artesanais e o estímulo ao desenvolvimento local no Brasil, em Gouveia-MG e outras diferentes escalas. Dissertação (mestrado). Universidade Federal DE Minas Gerais. Departamento de Geografia da UFMG.Belo Horizonte. 2007 RIBEIRO, Berta G. et al. O artesão tradicional e seu papel na sociedade contemporânea. Rio de Janeiro: FUNARTE, 1983. RORIZ, Priscilla C. de O. O trabalho do artesão e suas interfaces culturais econômicas. 2010. 197 p. Dissertação (Mestrado em Psicologia Social, do Trabalho e das Organizações)-Universidade de Brasília, Brasília, 2010. RUSSOMANO, V. H. PCP: Planejamento e Controle da Produção. 6 ed. São Paulo: Pioneira, 2000. SAFAR, GISELE HISSA (2002). Subsídios para a Elaboração de Programas de Melhorais de Qualidade da Produção de Cerâmicas Artesanal de Cidade de Inhaúma, Minas Gerais. SEBRAE. Serviço Nacional de Apoio às Micro e Pequenas Empresas. O que é economia criativa. São Paulo: SEBRAE, 2010. Disponível em <http://www.sebrae.com.br/setor/cultura-e-entretenimento/o-setor/economiacriativa/integra‗bia/ident‗unico/17457>. Acesso em: 20 mar. 2012. SILVA, Heliana Marinho. Por uma teorização das organizações de produção artesanal: habilidades produtivas nos caminhos singulares do Rio de Janeiro. Rio de Janeiro, 2006. Tese de doutoramento. Escola Brasileira de Administração Pública de Empresas. Fundação Getúlio Vargas. SLACK, Nigel, CHAMBERS,Stuart, JOHNSTON, Robert- Administração da Produção. São Paulo: ATLAS, 2009.pt_BR
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.subjectProduçãopt_BR
dc.subjectArtesanatopt_BR
dc.subjectEconomiapt_BR
dc.subjectSocialpt_BR
dc.subject.cnpqCIÊNCIAS SOCIAIS APLICADASpt_BR
dc.titleProdução de artesanato indígena: uma análise socioeconômica nas comunidades indígenas de Porto Cordeirinho e Bom Caminho.pt_BR
dc.typeTrabalho de Conclusão de Cursopt_BR
dc.creator.affiliationUniversidade Federal do Amazonaspt_BR
dc.date.event2019-12-20-
dc.publisher.localpubBenjamin Constant/AMpt_BR
dc.subject.controladoArtesanato indígenapt_BR
dc.subject.controladoImpacto socioeconômicopt_BR
dc.subject.controladoComunidade indígenapt_BR
dc.subject.controladoRenda (Economia)pt_BR
dc.contributor.advisor1orcidhttps://orcid.org/0000-0001-9332-2030pt_BR
dc.contributor.advisor1orcidhttps://orcid.org/0000-0001-9332-2030pt_BR
dc.creator.affiliation-initUFAMpt_BR
dc.publisher.courseAdministração - Bacharelado - Benjamin Constantpt_BR
Appears in Collections:Trabalho de Conclusão de Curso - Graduação

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
TCC_EricAiambo.pdfAdministração - Bacharelado - Benjamin Constant3,51 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.