Please use this identifier to cite or link to this item: http://riu.ufam.edu.br/handle/prefix/1675
metadata.dc.type: Relatório de Pesquisa
Title: Avaliação da taxa de sedimentação de materiais oriundo do cultivo de peixes em tanques-rede e o efeito sobre o substrato natural de um lago de água preta.
metadata.dc.creator: Diogo Campos Cardoso
metadata.dc.contributor.advisor1: Ana Lúcia Silva Gomes
metadata.dc.description.resumo: A região Amazônica possui a maior bacia hidrográfica do mundo, com cerca de 7.000.000 Km2. Ela é formada pelo rio Amazonas e um incontável número de outros rios e pequenos igarapés. A bacia Amazônica é formada por várias sub-bacias, algumas delas comparáveis às maiores bacias de outras regiões, por exemplo, a sub-bacia do rio Negro. Sioli propôs uma classificação geral das águas em três tipos baseado na relação entre suas propriedades ópticas e suas propriedades físicas, químicas e biológicas que foram chamados por ele de rios de águas brancas, rios de águas claras e rios de águas pretas. Os rios de água preta apresentam água mais ou menos transparentes, mas de cor amarronzada a café, transparência entre 1,30 a 2,90 m. Os lagos de águas pretas amazônicos têm as mesmas características físico-químicas dos rios que os abastecem e são menos produtivos se comparados aos lagos de água branca, porém possuem uma composição e diversidade de espécies maior dos que os de águas brancas. Visando preservar, manejar e, ou, usar de modo sustentável os recursos naturais, diversas regiões do Estado têm sido demarcadas como área de proteção ambiental, seja no âmbito federal, estadual ou municipal. Dentre estas destaca-se a Reserva de Desenvolvimento Sustentável (RDS) Tupé l, que é uma área de proteção ambiental associada ao conceito de uso sustentável dos recursos naturais. A RDS localiza-se na margem esquerda do rio Negro, a oeste de Manaus distante aproximadamente 25 km em linha reta do centro da cidade. A partir de 2007, foi iniciado o cultivo de peixes em tanques rede no lago do Tupé, como forma de geração de renda e melhoria da qualidade de vida dos ribeirinhos. A espécie cultivada no lago é o tambaqui, Colossoma macropomum, testada em outros estudos e comprovado bom desempenho zootécnico. O lago apresenta boas condições para a atividade, por ter profundidade suficiente, mesmo no período de seca. Apesar da atividade da piscicultura ser economicamente viável, não há estudos da taxa de sedimentação de material particulado oriundo do alimento e excretas dos peixes. Este trabalho tem como objetivo determinar a taxa de sedimentação de material particulado e nutrientes no lago, bem como avaliar as características físicas e químicas da água. Serão instalados coletores em pontos anterior, posterior e abaixo dos tanques rede, aproximadamente um metro acima do sedimento. O estudo acompanhará um ciclo de cultivo, para identificar potenciais impactos ambientais no lago do Tupé.
Abstract: 
Keywords: limnólogia
água
lago Tupé
metadata.dc.subject.cnpq: Ciências Agrárias: Engenharia de Pesca
metadata.dc.language: pt_BR
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal do Amazonas
metadata.dc.publisher.initials: UFAM
metadata.dc.publisher.department: Biologia
Instituto de Ciências Biológicas
metadata.dc.publisher.program: Programa PIBIC 2009
metadata.dc.rights: Acesso Restrito
URI: http://riu.ufam.edu.br/handle/prefix/1675
Issue Date: 25-Jul-2010
Appears in Collections:Relatórios finais de Iniciação Científica

Files in This Item:
There are no files associated with this item.


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.