Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://riu.ufam.edu.br/handle/prefix/1898
Tipo de documento: Relatório de Pesquisa
Título: Análise clínico-cirúrgica retrospectiva de cirurgias realizadas para a correção de deformidades congênitas na parede torácica anterior
Autor(a): Rodrigo Augusto Monteiro Cardoso
Orientador(a): Fernando Luiz Westphal
Resumo: As deformidades congênitas da parede torácica anterior acometem aproximadamente uma a cada trezentas pessoas e são originadas por desordens genéticas ainda não completamente conhecidas, resultando em desenvolvimento anormal das cartilagens costais. Tais deformidades podem ocorrer por depressão do esterno, denominada Pectus Excavatum(PEX) , ou pela protrusão do osso, Pectus Carinatum(PC). O Pectus Excavatum, também chamado tórax em funil, é a deformidade mais comum da parede torácica anterior, representando perto de 85% dos casos. Origina-se do crescimento excessivo ou desequilibrado das cartilagens costais inferiores, o que leva a uma depressão no esterno. O Pectus Carinatum, conhecido também como peito de pombo , caracteriza-se por uma protrusão do esterno e das cartilagens costais. Essa anomalia afeta mais o sexo masculino, na proporção de 4:1, e é menos freqüente do que o pectus excavatum, com apenas 15% dos casos entre ambos os sexos. Os pacientes, usualmente, são assintomáticos, sendo a queixa principal de ordem estética. Em fase de crescimento, mais acentuadamente observada na adolescência, podem se queixar de dor retroesternal, cansaço fácil, dispnéia e palpitações, sintomas estes de difícil diferenciação daqueles de ordem emocional. Geralmente, os pacientes nesta fase da vida tornam-se arredios, introvertidos, eventualmente com complexo de inferioridade, afastados do convívio social e de atividades físicas em que tenham de expor o tórax. O estudo tem como objetivo a análise retrospectiva das cirurgias realizadas, priorizando-se os aspectos dos resultados quanto à satisfação e avaliação da qualidade de vida dos pacientes, às complicações pós-operatórias e com relação aos índices de recidiva. Ao final, será feita correlação entre os dados obtidos e as diferentes técnicas cirúrgicas utilizadas. A amostra de pacientes será obtida por meio de busca no Serviço de Prontuários do HUGV e do Hospital Beneficente Português, identificando-se os pacientes submetidos à correção cirúrgica de deformidades da parede torácica no período de 1993 a 2009. Após a identificação, os pacientes responderão um questionário com dados referentes ao perfil epidemiológico e será preenchido o protocolo de pesquisa com dados sobre a técnica operatória utilizada, os resultados obtidos e as complicações observadas.
Resumo em outro idioma: 
Palavras-chave: Deformidade
tórax
tratamento
Área de conhecimento - CNPQ: Ciências da Saúde: Cirurgia Toraxica
Idioma: pt_BR
País de publicação: Brasil
Editor: Universidade Federal do Amazonas
Sigla da Instituição: UFAM
Faculdade, Instituto ou Departamento: Hosp. Universt. Getúlio Vargas
Nome do programa: Programa PIBIC 2009
Tipo de acesso: Acesso Restrito
URI: http://riu.ufam.edu.br/handle/prefix/1898
Data do documento: 25-jul-2010
Aparece nas coleções:Relatórios finais de Iniciação Científica

Arquivos associados a este item:
Não existem arquivos associados a este item.


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.