Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://riu.ufam.edu.br/handle/prefix/2042
Tipo de documento: Relatório de Pesquisa
Título: FERTILIDADE DO CAMARÃO Macrobrachium amazonicum (HELLER, 1862) (CRUSTACEA, DECAPODA, PALAEMONIDAE) CAPTURADOS NO MUNICÍPIO DE ITACOATIARA (AM)
Autor(a): Leila Nicolino Lamarão
Orientador(a): Gustavo Yomar Hattori
Resumo: Os camarões de água doce do gênero Macrobrachium totalizam mais de 100 espécies, amplamente distribuídas nas zonas tropicais e subtropicais. Embora possam crescer e acasalar em ambientes dulcícolas, a maioria necessita da água salobra dos estuários para seu desenvolvimento larval. Macrobrachium amazonicum é largamente distribuído na América Sul, nas Bacias do Orenoco, Rio Amazonas e Rio Paraguai. A maioria dos estudos sobre o camarão da espécie M. amazonicum, foram relacionados a caracterização das estruturas populacionais dos exemplares capturados no Alto Rio Negro e trechos do Rio Solimões. Há poucos estudos sobre a biologia reprodutiva do camarão Macrobrachium amazonicum, sendo um deles realizado em açudes da Região Nordeste Brasileira, porém informações de espécimes na Região do Médio Amazonas ainda são desconhecidas. A fertilidade estabelece o número de larvas produzido por eclosão. Tal informação é importante para a implantação de projetos de larvicultura, já que essa espécie de camarão é amplamente consumida pelas populações ribeirinhas e indígenas da Região Norte. Por apresentar resistência a variações de fatores físico-químicos da água, tem aumentado o interesse no cultivo de M. amazonicum aumentando sua importância comercial. A fertilidade permite estimar parâmetros da dinâmica populacional dessa espécie de camarão presente em várias regiões amazônica. Fêmeas ovígeras serão mantidas isoladas em aquários com condições ambientais controlada até o momento da eclosão. Após a eclosão as larvas serão contadas obtendo o número de larvas que será confrontada com o comprimento total da fêmea e submetida a uma análise de regressão com ajuste do modelo matemático pelo coeficiente de determinação (R2). A média da taxa de eclosão por classe de tamanho será submetida a uma ANOVA, seguida pela aplicação do Teste de Tukey. Informações a respeito da biologia reprodutiva de crustáceos de importância econômica são imprescindíveis para o desenvolvimento do sistema de cultivo dessa espécie.
Resumo em outro idioma: 
Palavras-chave: Fertilidade, Macrobrachium, Reprodução
Área de conhecimento - CNPQ: Ciências Biológicas: Zoologia Aplicada
Idioma: pt_BR
País de publicação: Brasil
Editor: Universidade Federal do Amazonas
Sigla da Instituição: UFAM
Faculdade, Instituto ou Departamento: Instituto de Ciências Exatas e Tecnologia - Itacoatiara
Nome do programa: PROGRAMA PIBIC 2010
Tipo de acesso: Acesso Restrito
URI: http://riu.ufam.edu.br/handle/prefix/2042
Data do documento: 1-jul-2011
Aparece nas coleções:Relatórios finais de Iniciação Científica

Arquivos associados a este item:
Não existem arquivos associados a este item.


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.