Please use this identifier to cite or link to this item: http://riu.ufam.edu.br/handle/prefix/2192
metadata.dc.type: Relatório de Pesquisa
Title: Estudo anatômico do limbo foliar e caule de espécies de loranthacea (erva-de-passarinho) do Amazonas
metadata.dc.creator: Alcilene Dias de Souza
metadata.dc.contributor.advisor1: Anderson Cavalcante Guimarães
metadata.dc.description.resumo: LORANTHACEAE é uma família botânica composta de 70 gêneros e 950 espécies, e ocorrem principalmente nas regiões tropicais. É uma família de epífitas hemiparasitas, arbustivas que cresce aderida ao caule e/ou ramos das árvores, através de haustórios, que penetram na madeira do hospedeiro de onde obtém nutriente e água. Os representantes são plantas daninhas parasitando geralmente árvores frutíferas, ornamentais e florestais. É a mais importante das poucas famílias de plantas neotropicais parasitas. As espécies são conhecidas com os nomes populares de: erva-de-passarinho, enxerco, enxerco de passarinho, esterco de Jurema, passarinheira, visgo, tetipoteira. Apresentam um papel importante nas delicadas relações das populações biológicas, interagindo com insetos, pássaros, peixes e mamíferos, demonstrando a importância da família para a biodiversidade. As ervas-de-passarinho são utilizadas no mundo inteiro para curarem diversas enfermidades, tais como, problemas respiratórios, artrites, debilidade nervosa, diabetes, inflamações e alguns tipos de câncer. Na Europa, a erva-de-passarinho mais estudada pertence ao gênero Viscum e nas Américas do Norte e Central é o gênero Phoradendron. Na Amazônia, segundo os dados etnobotânicos, as folhas ou toda a parte aérea de espécies de LORANTHACEAE, que parasitam o cajueiro (ANACARDIACEAE), estão presentes dentro do arsenal terapêutico no tratamento não convencional das neoplasias e de processos inflamatórios. A descrição da família LORANTHACEAE baseia-se principalmente na análise macroscópica da estrutura de reprodução das espécies. Dos estudos realizados até momento, poucos abordam a análise morfoanatômica da família. O estudo morfoanatômico pode auxiliar na caracterização botânica de Loranthaceae e pode ser utilizado para a avaliação da qualidade da droga da região, em virtude da família possuir potencial medicinal.
Abstract: 
Keywords: Loranthaceae
Erva-de-passarinho
anatomia foliar
metadata.dc.subject.cnpq: Ciências da Saúde: Farmacognosia
metadata.dc.language: pt_BR
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal do Amazonas
metadata.dc.publisher.initials: UFAM
metadata.dc.publisher.department: Instituto de Ciências Exatas e Tecnologia - Itacoatiara
metadata.dc.publisher.program: PROGRAMA PIBIC 2010
metadata.dc.rights: Acesso Restrito
URI: http://riu.ufam.edu.br/handle/prefix/2192
Issue Date: 1-Jul-2011
Appears in Collections:Relatórios finais de Iniciação Científica

Files in This Item:
There are no files associated with this item.


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.