Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://riu.ufam.edu.br/handle/prefix/2258
Tipo de documento: Relatório de Pesquisa
Título: Grafite como linguagem: um estudo da comunicação a partir das interferências do espaço urbano nos sistemas de signos que modelizam o grafite
metadata.dc.creator: Ana Bárbara de Souza Teófilo
metadata.dc.contributor.advisor1: Mirna Feitoza Pereira
Resumo: Esta proposta de iniciação científica está vinculada ao projeto de pesquisa Espaços semióticos urbanos: um estudo da comunicação a partir das interferências do espaço urbano na dinâmica dos sistemas de signos , que tem como objetivo explorar a cidade como espaço de produção de linguagem e comunicação e como corpus de análise a comunicação urbana incidente na cidade de Manaus. A presente proposta se vincula à referida pesquisa por meio da investigação das interferências do espaço urbano nos sistemas de signos envolvidos no grafite. Por grafite entende-se a forma de expressão artística contemporânea cujo suporte é a cidade: muros, fachadas, construções, etc., ou seja, são as manifestações visuais no espaço urbano. Por comunicação urbana entende-se o conjunto das mensagens que circulam no espaço urbano, tais como cartazes, placas, empenas/paredes, topos, triedros, taxidoors, motodoors, busdoors, outdoors, mobiliários urbanos, front lights, back lights, painéis digitais, fachadas, manifestações artísticas, entre outros. Neste contexto, o corpus de análise desta iniciação científica serão as manifestações de grafite encontradas ao longo das avenidas Constantino Nery e Djalma Batista, duas das principais vias da cidade de Manaus e que fazem a interligação entre a zona Norte e o Centro e demais regiões centrais da cidade. Embora paralelas, ambas apresentam suas próprias particularidades. Enquanto a primeira tem maior fluxo de transporte coletivo, a segunda apresenta maior fluxo de carros domésticos, entre outras características. Na investigação, esta proposta buscará identificar as possibilidades enunciativas, analisar as interferências do espaço urbano no processo de modelização e enunciação do grafite como forma de expressão da arte incidente no espaço urbano, e, sobretudo, buscará colaborar para definir o espaço urbano como espaço da cultura no qual as linguagens e a comunicação estão em franca atuação, a partir do conceito de semiosfera. A proposta se insere no âmbito da linha de pesquisa linguagens da comunicação , do Grupo de Pesquisa em Semiótica da Comunicação (em fase de certificação pela UFAM). Nesse contexto, contribuirá para a investigação da cultura como espaço de produção de linguagem e comunicação e para o estudo das possibilidades enunciativas, das formas e dos gêneros em circulação nas diversas esferas de comunicação da cultura, onde se inclui a comunicação urbana. O projeto ao qual se vincula a presente proposta de iniciação científica concorre a financiamento do CNPq/Fapeam, da ordem de R$ 29.875,49, por meio do edital 012/2009 - PPP (Programa Primeiros Projetos), cujo resultado deve ser divulgado a partir de 15 de junho de 2010, com liberação dos recursos previstos para outubro.
Resumo em outro idioma: 
Palavras-chave: Grafite
espaço urbano, semiótica
Área de conhecimento - CNPQ: Ciências Sociais Aplicadas: Teoria da Comunicacao
Idioma: pt_BR
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Editor: Universidade Federal do Amazonas
metadata.dc.publisher.initials: UFAM
metadata.dc.publisher.department: Comunicação Social
Instituto de Ciências Humanas e Letras
metadata.dc.publisher.program: PROGRAMA PIBIC 2010
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://riu.ufam.edu.br/handle/prefix/2258
Data do documento: 1-jul-2011
Aparece nas coleções:Relatórios finais de Iniciação Científica

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
PIBIC-SA_0076_2010_Relatorio_Final.pdf1,6 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.