Please use this identifier to cite or link to this item: http://riu.ufam.edu.br/handle/prefix/2472
metadata.dc.type: Relatório de Pesquisa
Title: Estrutura, histoquímica e morfometria do epitélio opercular de tambaqui (Colossoma macropomum) sob condição de estresse em sistema intensivo de cultivo
metadata.dc.creator: Violeta Bastos de Mattos Areosa
metadata.dc.contributor.advisor1: Oscar Tadeu Ferreira da Costa
metadata.dc.description.resumo: Uma das metas mais interessantes nos estudos comparativos envolvendo substâncias no meio é a determinação de sítios (células, tecidos ou órgãos) que sirvam de modelos bioindicadores para a avaliação de danos sistêmicos nos animais. As brânquias dos peixes, como órgão multifuncional, tem sido o sítio de preferência em vários estudos de fisiologia e bioquímica da adaptação dos peixes a seu meio ambiente. Entretanto, existe uma estrutura mais simples que mantêm a interface organismo-meio ambiente e que seja sensível às alterações ambientais é o opérculo, cujas funções nos peixes variam entre protetora, íon regulatória, sensora e secretora de mucosubstâncias. O epitélio opercular (EO) dos peixes tem sido usado como modelo para o estudo de fluxo iônico em habitantes de água doce e salgada. Embora o EO seja importante, pouca atenção tem sido dada aos estudos envolvendo espécies altamente cultiváveis da ictiofauna brasileira. Dentre os fatores que podem se alterar no meio em cultivo intensivo e resultar em elevada mortalidade dos peixes está o nitrito (NO2-). Muitos fatores favorecem a acumulação de NO2- na água, desse modo, o NO2- torna-se tóxico aos peixes e seus efeitos sobre a fisiologia desses animais já se encontra bem documentado. Os peixes de água doce são mais sensíveis a presença de NO2- na água em comparação aos marinhos, causando a formação de elevados níveis de metahemoglobina, o NO2- se acumula nos tecidos alterando vários processos fisiológicos. Conhecer a ação responsiva do epitélio opercular em exposição ao NO2- é uma das metas deste estudo. O tambaqui, Colossoma macropomum, é uma espécie pertencente à família Serrasalmidae. Sua criação está disseminada pelas regiões de clima quente do Brasil e é a primeira espécie sobre a qual se conhece o suficiente para promover sua criação em cativeiro. Encontrar modelos experimentais que funcionem como bioindicadores é fundamental em estudos toxicológicos. O epitélio opercular de tambaqui pode representar uma região repleta de informações sub-exploradas para o entendimento da fisiologia de peixes. Várias evidências tem mostrado que as alterações nas populações celulares nas brânquias são refletidas no epitélio plano do opérculo. Apesar das informações para espécies de regiões temperadas, nenhuma informação existe para o tambaqui. Portanto, o presente projeto tem como objetivo analisar qualitativamente e quantitativamente o epitélio opercular de tambaqui, Colossoma macropomum em exposição ao NO2-.
Abstract: 
Keywords: Tambaqui, opérculo, morfometria
metadata.dc.subject.cnpq: Ciências Biológicas: Morfologia
metadata.dc.language: pt_BR
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal do Amazonas
metadata.dc.publisher.initials: UFAM
metadata.dc.publisher.department: Ciências Morfológica
Instituto de Ciências Biológicas
metadata.dc.publisher.program: PROGRAMA PIBIC 2011
metadata.dc.rights: Acesso Restrito
URI: http://riu.ufam.edu.br/handle/prefix/2472
Issue Date: 31-Jul-2012
Appears in Collections:Relatórios finais de Iniciação Científica

Files in This Item:
There are no files associated with this item.


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.