Please use this identifier to cite or link to this item: http://riu.ufam.edu.br/handle/prefix/2486
metadata.dc.type: Relatório de Pesquisa
Title: AVALIAÇÃO DA CITOTOXICIDADE INDUZIDA POR XAMPUS PREPARADOS COM FRAGRÂNCIAS DESENVOLVIDAS BASEADAS NA FLORA AMAZÔNICA
metadata.dc.creator: Juliana Coimbra Marques
metadata.dc.contributor.advisor1: Sandrea Sales de Oliveira
metadata.dc.description.resumo: O uso de produtos cosméticos iniciou nas antigas civilizações, com o objetivo de atender aos conceitos culturais da época. Infelizmente, este conceito de beleza conduziu a muitos casos graves de toxicidade cutânea e sistêmica. Atribui-se aos produtos naturais da Amazônia, pela associação ao tradicional, exotismo e produto verde, um forte apelo de marketing. Todavia, não são esses fatores os determinantes para a conquista e manutenção de mercados mais exigentes, mas sim aqueles inerentes à capacitação tecnológica. Um dos setores da indústria brasileira que apresentou maior crescimento nos últimos anos foi o da indústria de produtos cosméticos. Para a comercialização destes produtos é necessária sua avaliação quanto à segurança de uso. Esta avaliação deve preceder a colocação do produto cosmético no mercado. A legislação brasileira estabeleceu normas e procedimentos para registro de Produtos de Higiene Pessoal, Cosméticos e Perfumes. Portanto, os produtos cosméticos devem passar por processos de avaliação de risco para garantir a saúde da população. Há várias metodologias de testes que os pesquisadores podem empregar para avaliar a segurança dos produtos cosméticos. O tese de irritação ocular primário é interessante para produtos que serão aplicados próximos aos olhos como formulações para o cabelo (xampus, entre outros).Os ensaios de citotoxicidade têm sido os métodos in vitro mais estudados como possíveis alternativas ao teste de irritação ocular de Draize. Estes ensaios, por serem métodos simples, de baixo custo e reprodutíveis. Dentre os desfechos que fornecem informações sobre diferentes funções celulares, aqueles que utilizam estimativas quantitativas sobre funções metabólicas (NRU e MTT) são os mais usados. O laboratório de desenvolvimento de insumos e produtos cosméticos acordou parceria com COOPFITOS, portanto serão desenvolvidos cosméticos (xampus) que na sua composição contenham fragrâncias desenvolvidas na instituição baseadas na flora Amazônica. O retorno aos cooperados virá sob forma de certificação de seu produto quanto à aplicabilidade e segurança de uso.
Abstract: 
Keywords: Citotoxicidade, Xampus, Fragrâncias
metadata.dc.subject.cnpq: Ciências Biológicas: Toxicologia
metadata.dc.language: pt_BR
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal do Amazonas
metadata.dc.publisher.initials: UFAM
metadata.dc.publisher.department: Instituto de Ciências Exatas e Tecnologia - Itacoatiara
metadata.dc.publisher.program: PROGRAMA PIBIC 2011
metadata.dc.rights: Acesso Restrito
URI: http://riu.ufam.edu.br/handle/prefix/2486
Issue Date: 31-Jul-2012
Appears in Collections:Relatórios finais de Iniciação Científica

Files in This Item:
There are no files associated with this item.


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.