Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://riu.ufam.edu.br/handle/prefix/2535
Tipo de documento: Relatório de Pesquisa
Título: Contribuição ao estudo de óleos da Amazônia.
metadata.dc.creator: André Ricardo Araújo Pontes
metadata.dc.contributor.advisor1: Jefferson Rocha de Andrade Silva
Resumo: O centro de diversidade de palmeiras (Arecaceae) na América tropical é encontrado na bacia Amazônica e ao longo do istmo do Panamá. Muitas espécies de palmeiras são usadas principalmente na construção e devido a seus frutos comestíveis. Adicionalmente, existem 104 espécies de palmeiras que são usadas para fins medicinais em muitas regiões das Américas. O fruto é a parte mais comumente usado de palmas para fins medicinais. O uso tradicional de plantas medicinais tem raízes profundas nas comunidades indígenas da América Latina. A importância da etnofarmacologia nos cuidados de saúde das populações locais não pode mais ser ignorada, pois desempenha um papel significativo na atenção básica à saúde em países em desenvolvimento. A pesquisa interdisciplinar ajuda a reunir informações sobre novas drogas para a medicina moderna. As palmeiras constituem fontes de substâncias bioativas, pouco examinadas cientificamente, úteis contra diabetes hiperplasia da próstata e leishmaniose. Devido à alta demanda na área de qualidade de óleos vegetais utilizados para diversos fins, por exemplo, o uso medicinal, para biodiesel, para produção de fitocosméticos, produtos como lubrificantes naturais, entre outros. Dessa maneira, a necessidade de realizar estudos químicos de forma a agregar valor e importância a esses óleos vegetais torna-se premente. A grande demanda para a comercialização do óleo de uricuri e a produção do óleo do fruto desta espécie pela região amazônica requer métodos físico-químicos que confiram a qualidade da matéria-prima. O estudo do uso popular da espécie vegetal pode contribuir para aplicação no tratamento de doenças, tais como as leishmanioses. Dessa maneira, o estabelecimento de estudos fitoquímicos e físico-químicos associados à demanda local e aos ensaios farmacológicos pode fornecer maior destaque a essa espécie vegetal no Brasil. O presente projeto visa o estudo fitoquímico, físico-químico e cromatográfico do fruto do uricuri (Attalea phalerata), uma palmeira que possui alto valor econômico, associado a ensaio farmacológico contra leishmanioses
Resumo em outro idioma: 
Palavras-chave: Attalea Phalerata
Cromatografia
Óleo vegetal
Área de conhecimento - CNPQ: Ciências Exatas e da Terra: Quimica dos Produtos Naturais
Idioma: pt_BR
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Editor: Universidade Federal do Amazonas
metadata.dc.publisher.initials: UFAM
metadata.dc.publisher.department: Química
Instituto de Ciências Exatas
metadata.dc.publisher.program: PROGRAMA PIBIC 2011
Tipo de acesso: Acesso Restrito
URI: http://riu.ufam.edu.br/handle/prefix/2535
Data do documento: 31-jul-2012
Aparece nas coleções:Relatórios finais de Iniciação Científica

Arquivos associados a este item:
Não existem arquivos associados a este item.


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.