Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://riu.ufam.edu.br/handle/prefix/2627
Tipo de documento: Relatório de Pesquisa
Título: Estudo de polihidroxialcanoatos de bactérias endofíticas amazônicas por espectrometria de massas
metadata.dc.creator: Liviane do Nascimento Soares
metadata.dc.contributor.advisor1: Afonso Duarte Leão de Souza
Resumo: Dentro de toda a riqueza de componentes da biodiversidade podem estar guardados uma gama de novos produtos de importância econômica, tais como: alimentos, fitoterápicos, cosméticos, plásticos, corantes, antibióticos e outros, originados dos recursos genéticos dessa biodiversidade (Newman e Cragg, 2007). Neste sentido, o Brasil é considerado detentor de uma megadiversidade de 20% da existente no mundo, e de acordo com a Avaliação dos Recursos Florestais da Organização para Alimentos e Agricultura das Nações Unidas, o Brasil possui cerca de 41% de todas as florestas restantes, classificadas como floresta pluvial tropical (Fearnside, 2003). Ao longo dos anos a biodiversidade amazônica tem sido explorada de forma não sustentável, o que tem ocasionado uma diminuição considerável na quantidade de espécies que formam a floresta amazônica. A substituição do plástico produzido através do petróleo tem se tornado preocupação mundial desde quando se percebeu que o tempo que este produto precisa para se degradar no meio ambiente é excessivamente elevado, trazendo danos à natureza por se tratar de um poluente que permanece intacto por vários anos, alterando o equilíbrio ecológico. Polihidroxialcanoatos (PHAs) são uma classe de polímeros naturais sintetizados por bactérias, possuem propriedades termoplásticas, são biocompatíveis e biodegradáveis. Servem como reservas de energia e carbono e são armazenados no interior das células em grande quantidade sem alterar sua pressão osmótica. Os microrganismos capazes de armazenar PHAs são bactérias tanto Gram positivas quanto Gram negativas que podem estar presentes na água, no solo ou serem bactérias endofíticas. Os PHAs tem como matéria para sua biossíntese produtos renováveis como o melaço obtido a partir do açúcar de beterraba ou de cana-de-açúcar e óleos vegetais. Neste contexto este projeto tem como objetivo estudar o perfil químico de PHAs produzidos por bactérias endofíticas amazônicas por espectrometria de massas.
Resumo em outro idioma: 
Palavras-chave: Bactérias endofíticas, PHA's, Espectrometria de Massas
Área de conhecimento - CNPQ: Ciências Exatas e da Terra: Quimica dos Produtos Naturais
Idioma: pt_BR
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Editor: Universidade Federal do Amazonas
metadata.dc.publisher.initials: UFAM
metadata.dc.publisher.department: Química
Instituto de Ciências Exatas
metadata.dc.publisher.program: PROGRAMA PIBIC 2011
Tipo de acesso: Acesso Restrito
URI: http://riu.ufam.edu.br/handle/prefix/2627
Data do documento: 31-jul-2012
Aparece nas coleções:Relatórios finais de Iniciação Científica

Arquivos associados a este item:
Não existem arquivos associados a este item.


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.