Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://riu.ufam.edu.br/handle/prefix/3165
Tipo de documento: Relatório de Pesquisa
Título: Preparação e caracterização de compósitos de óxido de ferro magnético/carbono como adsorvente alternativo na remoção do íon Cd2+ de ambientes aquáticos
Autor(a): David de Souza Rosa
Orientador(a): Paulo Rogério da Costa Couceiro
Resumo: Os carvões ativados apresentam excelentes características adsorventes, são geralmente utilizados na remediação ambiental, sendo aplicados principalmente na remoção de metais pesados e de poluentes orgânicos em meio aquoso. Devido a essa aplicação várias pesquisas vêm sendo desenvolvidas para obtenção de carvões ativados a partir de materiais de baixo custo e de descartes com alto teor de carbono. Além dos carvões ativados, os óxidos de ferro apresentam comportamento satisfatório no que tange à remediação ambiental. Estes são materiais de baixo custo, não tóxicos e possuem uma química redox muito interessante devido à variedade de compostos com diferentes estados de oxidação e estruturas que podem ser formadas como: Fe0, FeO, Fe3O4, -Fe2O3, -Fe2O3 e FeOOH. Devido à versatilidade do elemento ferro sob a forma de óxidos, é frequente a sua utilização em diversas reações que objetivam a degradação de contaminantes orgânicos, ou pelo menos, o aumento de sua biodegradabilidade. A combinação desses materiais resulta em compósitos do tipo carvão ativado/óxidos de ferro torna-se uma alternativa útil, uma vez que combina a alta capacidade de adsorção do carvão com a química redox diversificada proveniente dos vários minerais de ferro, que são facilmente obtidos na natureza ou até mesmo sintetizados em laboratório. Além disso, estes podem ser facilmente impregnados em matriz carbonácea. Quanto aos poluentes em meio aquoso, se destaca o íon Cd2+, geralmente oriundo do descarte indevido das pilhas e baterias de diversos equipamentos eletrônicos como celulares, notebooks e outros. O íon Cd2+ é bioacumulativo e bastante persistente no ambiente; há acúmulo deste em animais, gramíneas e na vida selvagem, através do contato em ambiente contendo esse contaminante. A exposição por via oral aos compostos de cádmio pode provocar sérias irritações no epitélio gastrointestinal, provocando náuseas, vômitos, salivação e dores abdominais. Diante do exposto, o presente projeto tem como principal objetivo preparar e caracterizar compósito de ferro/carbono, a partir de óxidos de ferro sintetizados e borra oleosa de resíduo da queima de óleo combustível da usina termoelétrica de Mauá, em Manaus/AM, para investigar a capacidade adsortiva frente ao Cd2+ em meio aquoso com diferentes concentrações representando um ambiente contaminado por esse cátion.
Resumo em outro idioma: 
Palavras-chave: ferritas, adsorção, cádmio
Área de conhecimento - CNPQ: Ciências Exatas e da Terra: Quimica do Estado Condensado
Idioma: pt_BR
País de publicação: Brasil
Editor: Universidade Federal do Amazonas
Sigla da Instituição: UFAM
Faculdade, Instituto ou Departamento: Química
Instituto de Ciências Exatas
Nome do programa: PROGRAMA PIBIC 2012
Tipo de acesso: Acesso Restrito
URI: http://riu.ufam.edu.br/handle/prefix/3165
Data do documento: 31-jul-2013
Aparece nas coleções:Relatórios finais de Iniciação Científica

Arquivos associados a este item:
Não existem arquivos associados a este item.


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.